Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Ceará

MST realiza final da II Copa Estadual da Reforma Agrária

Na tarde da última sexta-feira, 16/12, aconteceu a final da II Copa Estadual da Reforma Agrária, o evento ocorreu no Estádio Municipal Raimundão em Caucaia, teve início as 15 horas


– MST – Na tarde da última sexta-feira, 16/12, aconteceu a final da II Copa Estadual da Reforma Agrária, o evento ocorreu no Estádio Municipal Raimundão em Caucaia, teve início as 15 horas. Os jogos iniciaram com uma partida simbólica entre MST e amigos do MST, uma partida mista, seguida dos jogos masculino e feminino.

A disputa pelo título de campeão masculino da II Copa da Reforma Agrária ocorreu entre os times Mulungu Futebol Clube, do assentamento Mulungu/Tururu, e o time Floresta Futebol Clube, do assentamento Floresta/Tamboril. O título de campeão foi para Mulungu Futebol Clube ao vencer por 5 x 0. A disputa do feminino que teve como finalistas o time Lagoa do Serra, do Assentamento Lagoa do Serra do município de Caucaia e do time PSV-Lagoa do Serrote do Assentamento Lagoa do Serrote de Santana do Acaraú, teve como campeão o time PSV-Lagoa do Serrote, o jogo terminou no empate de 1 x 1 e definiu a disputa nos pênaltis.

A II Copa da  Reforma Agrária é uma realização da Secretaria de Esporte e Juventude (SEJUV), com execução da Federação Triathlon do Estado do Ceará (Fetriece), e apoio do Movimentos dos Trabalhadores/as Rurais Sem Terra (MST).

Roberto Cesar, representante da Secretaria de Esporte Juventude (SEJUV), esteve presente na final da copa e participou do ato político de entrega dos troféus  e medalhas. “Destaco nesse momento a gratidão pela confiança que o MST depositou na construção desse evento. A SEJUV apenas materializa esse desejo do movimento em possibilitar mais cidadania através do esporte à famílias assentadas e acampadas, reafirmar que a copa ela é um evento do MST, feito pelo MST para o MST. Parabéns a todos que fizeram acontecer a II Copa da Reforma Agrária, esta é apenas uma porta de entrada para futuras parcerias”.

Kelha Lima, da Direção Nacional do MST, completou sua fala ressaltando que a final da copa da Reforma Agrária não significa apenas o momento festivo, mas o resultado da luta e reinvindicação da juventude do Ceará. “Para nós é momento de alegria, sobretudo passar por esse processo de organização por meio do esporte como um direito, como uma forma de fortalecer a organização. Quero em nome do nosso movimento agradecer a cada um e cada uma que fez a copa acontecer, nossa militância, a coordenação da Fetriece, o apoio com a Secretaria de Esporte e Juventude do Estado do Ceará, o apoio das secretaria de esporte dos municípios que nos receberam sempre com disposição para contribuir no processo”.

A final da II Copa fez parte da programação do 33º Encontro estadual do MST, que aconteceu de 14 a 16, no Clube da Cofeco em Fortaleza. Na manhã do dia 16/12 as crianças Sem Terrinhas que participaram da Ciranda Infantil do encontro realizaram uma intervenção trazendo debate da solidariedade internacional, na ocasião doaram 20 bolas da Copa da Reforma Agrária para as crianças da Palestina e da Zâmbia.

O MST e a relação com o futebol

O futebol está presente na vida cotidiana das famílias acampadas e assentadas, uma das primeiras atividades de estruturação nas ocupações de terra são os campinhos de futebol para fazer o espaço de lazer e entretenimento das crianças Sem Terrinhas e juventude. Além de uma forma de lazer, é também um espaço de organização política. Essa experiência exitosa da Copa da Reforma Agrária do Ceará, decorre de outras iniciativas importantes espalhadas nos assentamentos e acampamentos em todo Brasil, como é o exemplo do Campeonato da Reforma Agrária no Rio Grande do Sul e na Bahia.

* Os artigos aqui reproduzidos não expressam necessariamente a opinião deste Diário

Gostou do artigo? Faça uma doação!


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.