Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Um ótimo perdedor

Haddad se entrega de corpo e alma a Tarcísio de Freitas

Repetindo 2018, Haddad promove a desmobilização diante da derrota eleitoral para o bolsinarismo. Não se trata de um bom perdedor, mas um ótimo.


Há quatro anos, o Brasil passava por um dos mais antidemocráticos processos eleitorais da sua história. O candidato mais popular do País e líder nas pesquisas eleitorais, Lula, estava preso e foi arbitrariamente excluído da disputa que finalmente elegeu Bolsonaro. Na ocasião, Haddad foi o escolhido para levar o PT à derrota. Eleito o candidato ideologicamente fascista, o professor universitário postou nas redes sociais a seguinte mensagem:

“Presidente Jair Bolsonaro. Desejo-lhe sucesso. Nosso país merece o melhor. Escrevo essa mensagem, hoje, de coração leve, com sinceridade, para que ela estimule o melhor de todos nós. Boa sorte”.

Em quatro anos de governo Bolsonaro a polarização social só cresceu, mas Haddad está acima disso. Ao invés de assumir uma postura mais combativa como Lula, ele parece ter amolecido ainda mais diante do bolsonarismo. Desta vez, ligou diretamente para o candidato apoiado por Bolsonaro desejando “que faça um bom governo” e até se colocando à disposição para “ajudar São Paulo”: “Eu já liguei para o Tarcísio de Freitas desejando a ele que faça um bom governo. Me colocando à disposição no que eu puder ajudar São Paulo”.

Da mesma forma que Bolsonaro em 2018, quanto mais “sorte” Tarcísio de Freitas tiver durante seu mandato, pior para o povo. Se colocar à disposição do futuro governador bolsonarista é dar um passo além na política conciliadora, é avançar para um colaboracionismo direto com uma direita raivosa. Uma estratégia muito infértil para a esquerda em geral e para o governo Lula, que vai ser atacado em diversas frentes pela burguesia.

Após uma vitória muito apertada de Lula, com interferências explícitas no processo eleitoral, como os bloqueios impostos pela Polícia Rodoviária Federal no dia da votação, nada indica calmaria política para 2023. Para que Lula consiga levar adiante um governo que defenda em alguma medida os interesses dos trabalhadores, terá que contar com o apoio popular. Dependendo do desenvolvimento dos acontecimento, vai ter que contar com esse apoio nas ruas.

Os aliados de ocasião como Alckmin e Marina Silva servirão para puxar o governo para políticas direitistas, aumentando a importância da influência popular no futuro governo Lula. Se for o caso da burguesia tentar derrubar o novo governo, esse tipo de aliado vai ajudar a minar a resistência por dentro. Ambos os “aliados” citados apoiaram abertamente o golpe de 2016, assim como vários outros dos que se infiltraram nessa campanha eleitoral do PT, como Simone Tebet.

A postura da militância da esquerda não pode acompanhar esse republicanismo fora de época, o golpe sofreu uma derrota com a eleição de Lula, mas nem de longe podemos considerá-lo derrotado. É preciso avançar na organização e mobilização populares, pois nem o bolsonarismo vai sumir sozinho das ruas nem o imperialismo vai deixar de assediar o patrimônio nacional brasileiro. Atuar no sentido contrário é deixar o caminho livre para o rolo compressor da direita e da extrema-direita.


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.