Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Golpe

Globo quer forçar Lula a cometer um estelionato eleitoral

O governo eleito já indica um choque com a burguesia, é preciso mobilizar e garantir o enfrentamento. Por um governo dos trabalhadores


O presidente Lula está prestes a assumir o cargo. Enquanto não toma posse, a imprensa burguesa vem com tudo no sentido de pressionar o futuro governo a ser apenas mais um capacho da burguesia e do imperialismo, dando prosseguimento à política de devastação nacional e miséria para o povo implementada desde o Golpe de 2016. A transição de governo já deu indicativo de que mudanças estão a caminho, com sinal de R$ 200 bilhões de investimentos planejados acima do Teto de Gastos num primeiro momento, para a assistência social, valorização salarial, educação e saúde. O chamado mercado, como coloca a imprensa, não está festejando.

Na quarta-feira (09/11), o presidente Lula deu declaração a respeito das polêmicas levantadas pela imprensa burguesa, em torno dos R$200 bilhões e  do projeto do futuro governo, dizendo: “Nós não podemos ficar chorando: ‘ah, vai gastar’. Eu quero dizer o seguinte: muita coisa que as pessoas falam que é gasto eu acho que é investimento. A saúde é investimento, investimento numa pessoa pra ela não ficar doente. Farmácia popular é investimento pra cuidar da vida das pessoas. Investir na educação não é gasto, é investimento. Então, você precisa mudar algumas nomenclaturas, porque tudo que a gente quer fazer é gasto, é gasto, é gasto. Pra quê? Pra guardar dinheiro pra pagar juros aos banqueiros? Não. Nós precisamos ter uma dívida social, tem uma dívida social histórica de 500 anos com o povo pobre e nós, como já fizemos uma vez, vamos começar a atacá-la.”

A não indicação de um ministro da Fazendo até agora tem gerado preocupação no mercado, que quer assegurada uma política de benefício aos banqueiros, ou seja, contra o povo. O apontamento de gastos acima do teto ainda levou a imprensa a buscar chantagear o presidente, dizendo que ele deveria, para passar por cima do teto, dar uma contrapartida com outra medida de responsabilidade fiscal, o que significa: de garantia para não gastar com o povo. O presidente nem deu sinal de indicar ministro da Fazenda, quanto mais um neoliberal até o momento, e a burguesia já começa a tremer e pressiona com todo o seu maquinário de imprensa.

Segundo artigo publicado no Globo, “A Faria Lima exala mau-humor com Lula”, já no Estadão, em outro artigo, a burguesia diz que antes de colocar em cena o investimento estatal, o futuro governo deveria fazer chamado ao setor privado, ao mercado, por investimentos de infraestrutura. Ora, é justamente o mercado que está no poder desde o golpe em 2016, e não fez coisa alguma pelo país. Pelo contrário, destruiu a indústria nacional e a infraestrutura brasileira, jogou o povo na fome. Os banqueiros deram o golpe, comandaram toda a operação, desde a farsa do impeachment até a farsa eleitoral de 2018, quando prenderam Lula para dar a vitória a Bolsonaro. Outros artigos ainda falam em “crise fiscal”, mas é tudo uma farsa de economistas pagos por banqueiros para dar atestado à tese de que o Brasil deve ser uma colônia. Eles jogam sal na terra brasileira e dizem que ela, por isso, se fertiliza. Implodem a Petrobrás e falam em “aumento de lucros” (que vão todos para os acionistas), ao passo em que no Brasil, só se gera desindustrialização, desemprego e miséria.

Tudo o que querem é que Lula não cumpra suas promessas de campanha. A campanha, em especial no segundo turno, o que garantiu a vitória a Lula, girou em torno das necessidades do povo. Auxílio, salário valorizado, isenção de imposto de renda para um setor maior dos trabalhadores, emprego, indústria, educação, saúde, comida. O mercado e seus serviçais, como os economistas burgueses , a Globo e toda a imprensa golpista querem pressionar por um estelionato eleitoral, para que Lula não cumpra promessa alguma e mantenha a rapina do Brasil. Até agora, não é esse o indicado pelo presidente eleito. Os trabalhadores devem se mobilizar para garantir que assim seja e levar a coisa ainda mais adiante, por um governo dos trabalhadores. Refundar a Petrobrás 100% estatal, sob controle dos trabalhadores da empresa, reestatizar todas as empresas privatizadas no Brasil, por um salário mínimo que garanta todos os direitos estabelecidos na Constituição Federal de 1988. É Lula presidente, por um governo dos trabalhadores!

Gostou do artigo? Faça uma doação!


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.