Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Um típico caso tucano

Dobradinha PSDB-MDB deixa 41 escolas sem merenda em Porto Alegre

Sem merenda, grande parte das famílias não tem condições de manter o estudo do aluno, que por sua vez faz, na grande parte das situações, suas refeições na própria escola.


O segundo turno no estado do Rio Grande do Sul foi dominado pela campanha do “mal menor”, impulsionada pela própria esquerda que por fim apoiou a candidatura tucana de Eduardo Leite. Prometendo ser o verdadeiro oposto ao bolsonarismo, Leite foi eleito com apoio expresso do Partido dos Trabalhadores a fim de derrotar o candidato de Jair Bolsonaro no estado.

No entanto, justamente na capital, Porto Alegre, onde vigora desde 2020 a dobradinha entre MDB e PSDB, os partidos “democráticos” que apareceram na reta final das eleições, é onde ocorre os principais ataques à população. É justamente em Porto Alegre, onde em um caso típico dos governos tucanos, 41 escolas ficaram simplesmente sem merenda na cidade.

Em nota, a Secretaria Municipal de Educação afirmou que 68 funcionárias foram demitidas nesta segunda-feira (31) pela empresa terceirizada contratada pela prefeitura para cuidar das refeições. A empresa em questão, contratada pelo PSDB e MDB, abandonou suas responsabilidades em menos de um mês de prestação de serviços, revelando um esquema casado com a prefeitura.

Com o rompimento recém oficializado, a prefeitura que está nas mãos dos golpistas vem deixando milhares de alunos simplesmente sem merenda escolar. O caso também revela o golpe por parte destas alianças entre prefeitura e empresas privadas por meio da terceirização. Segundo os tucanos, a terceirização seria uma maneira de “otimizar” o trabalho e evitar grandes despesas, até mesmo casos de corrupção envolvendo as merendas escolares. No entanto, a terceirização tucana apenas serviu para demonstrar que é justamente a operação de deixar partes fundamentais do funcionamento das escolas que vem destruindo o ensino na cidade.

Além de Porto Alegre, outras cidades passam pelo mesmo problema. No passado, Geraldo Alckmin em São Paulo, quando ainda estava no PSDB, também ganhou notoriedade pelo escândalo das merendas, onde o dinheiro utilizado foi desviado para o bolso dos capitalistas enquanto milhões de crianças ficaram sem as principais refeições no estado. Esta é uma clássica política tucana, a privatização de questões fundamentais para a população e a total destruição do ensino público. Sem merenda, grande parte das famílias não tem condições de manter o estudo do aluno, que por sua vez faz, na grande parte das situações, suas refeições na própria escola.


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.