Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Mobilização

DF: indicativo de greve é aprovado por trabalhadores dos Correios

Trabalhadores dos Correios na capital do país aprovaram, na noite de segunda-feira (19), um indicativo de greve para o dia 23 de dezembro (sexta-feira)


Brasil de Fato Trabalhadores dos Correios na capital do país aprovaram, na noite de segunda-feira (19), um indicativo de greve para o dia 23 de dezembro (sexta-feira). Segundo o Sindect-DF, o sindicato da categoria no Distrito Federal, a decisão é uma reação à má gestão no uso do Sistema de Distritamento (SD), “que tem gerado um cenário caótico e sobrecarga de trabalhadores”, além da possibilidade de transferências arbitrárias de setor entre os empregados.

O SD é o sistema que permite definir a área física em que o empregado (carteiro) será responsável pela distribuição de correspondências, encomendas, com base na quantidade de objetos diários, sua natureza, topografia, concentração de endereços, entre outros critérios. 

Durante a assembleia geral do Sindicato dos Trabalhadores nos Correios e Telégrafos do DF (Sindect-DF), Amanda Corcino, presidente da entidade, destacou os objetivos da mobilização. “Não vamos aceitar que se penalize o trabalhador por uma má gestão, uma política de sucateamento e de precarização de serviço para a população. Queremos a suspensão da implementação desses SDs. Nós precisamos rediscutir o uso dessa ferramenta que não reflete a realidade”, cobrou.

Conforme o sindicato, o uso do SD tem causado muitos problemas às unidades e aos trabalhadores, que têm que lidar com o excesso de trabalho, sobrecarga e jornadas exaustivas. “A empresa quer tirar trabalhadores da Ceilândia, Taguatinga, Samambaia, por exemplo, para atender outras áreas com mais recursos no Plano Piloto. Eu visito essas unidades e nunca vi um carteiro à toa sobrando. Pelo contrário, o que sempre tem é serviço de entrega e pouco funcionário pra isso”, explica Corcino.

Outro ponto abordado na assembleia foi sobre as transferências arbitrárias que a empresa disse que faria. Até o momento, após pressão do Sintect-DF, não houve movimentações de trabalhadores, segundo a entidade. “A má gestão da empresa não pode tirar trabalhadores a força de seus locais de trabalho. Há trabalhadores que possuem 20 anos de casa, uma dificuldade e tempo enormes para conseguir uma transferência, e de repente a empresa pode tirar isso de você? Não aceitamos que trabalhadores sejam prejudicados”.

Um nova assembleia geral do Sintect-DF ocorrerá no dia 23, que poderá deflagrar a greve ou não. O Brasil de Fato procurou a direção dos Correios para comentar a decisão de possível paralisação dos funcionários, mas não obteve retorno.

* Os artigos aqui reproduzidos não expressam necessariamente a opinião deste Diário

Gostou do artigo? Faça uma doação!


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.