Por quê estou vendo anúncios no DCO?

PIPI

DCM e Pedro Hasselmann não cansam de passar vergonha

O Partido da Imprensa Psolista e Identitária continua se aprofundando no esgoto de seu pseudojornalismo

“Essencial”, segundo o DCM: “Boulos fala de sua candidatura ao governo de SP”

O Diário do Centro do Mundo (DCM) tem levado adiante uma campanha de calúnias verdadeiramente vergonhosa contra o Partido da Causa Operária, que teve início com a expulsão do companheiro Rui Costa Pimenta da programação regular da DCM TV. Posteriormente, foi acompanhada por insultos ao PCO e seus militantes em programas do canal, além de entrevistas com notórios caluniadores do PCO de períodos passados, cujos ataques giram em torno de fatos como o de que o sujeito foi “obrigado” a lavar pratos no acampamento de férias do Partido.

O motivo dessa campanha sórdida é a denúncia feita por este Diário de que Guilherme Boulos (PSOL) recebe dinheiro do imperialismo através de seu amigo Walfrido Warde e de seu Instituto para Reforma das Relações entre Estado e Empresa (IREE), que emprega Boulos e outras figuras sinistras da política nacional, como o general linha dura herdeiro do golpe de 64, Sérgio Etchegoyen e Leandro Daiello, que dirigia a Polícia Federal durante o período do golpe de estado de 2016. 

No último período, o DCM tem também procurado caluniar o PCO com matérias em seu sítio, acusando os militantes do Partido de atos de corrupção diversos. Em um primeiro momento, procuraram, sem sucesso, insinuar que o PCO estava com dívidas trabalhistas para com supostos ex-funcionários do partido, também montaram todo um esquema de mentiras para fazer parecer que o partido estava desviando dinheiro do fundo eleitoral e ainda procuraram insinuar que militantes do partido abriam empresas para absorver esse dinheiro e passá-lo para os bolsos do presidente nacional do partido. Completaram esse espetáculo grotesco com um chamado para que a polícia fosse atrás e investigasse os “crimes” do PCO. Tudo sem apresentar uma prova sequer de qualquer um desses supostos crimes.

O invasor de whatsapp e o caluniador fujão

Agora, aparentemente, os jornalistas do DCM ficaram sem nenhum assunto para tratar. As últimas matérias publicadas em sua página demonstram um nível tão baixo de calúnias que poderiam fazer corar até os editores de uma revista Veja – responsáveis por ataques baixíssimos contra Lula e o PT na época da preparação para o golpe de 2016. 

Uma destas matérias, assinada por um tal Fernando Miller, insinua no título que o dirigente nacional do Partido, Henrique Áreas, teria “invadido” o whatsapp de Miller e depois “sumido”. Ao ler a matéria, o leitor vê que a tal “invasão” consistiu em algumas mensagens enviadas por Áreas a Miller para questionar calúnias publicadas por este no próprio DCM no dia anterior. Se enviar mensagens é invadir, então celulares de centenas de milhões de pessoas são invadidos todos os dias a todos os momentos no mundo todo. A qualidade da matéria era tão “boa”, que ela consiste em 5 frases confusas de abertura e, posteriormente, é uma colagem de toda a conversa que Henrique teve com o profissionalíssimo e arguto jornalista.

Posteriormente, o DCM fez uma tentativa de acusação sinistra contra Rafael Dantas, também dirigente nacional do partido, dizendo que “Dirigente do PCO admite que vai à casa de ex-militantes para ameaçá-los”. Em matéria assinada por Pedro Zambarda, cujo título se refere a uma anedota de um ex-militante do partido, que conta que Dantas e outros companheiros foram procurá-lo em sua casa para conversar, o que o assustou profundamente, já que ele pediu para sua mãe ir até a porta avisar que ele não iria atendê-los. 

A acusação é totalmente absurda. A ação de companheiros do PCO de ir até a casa de militantes e contatos para ter uma conversa – o que sempre foi prática muito comum do partido – se torna algo sinistro e ameaçador. Apenas um pequeno-burguês muito apavorado para temer tanto um debate político ou uma reunião com companheiros de partido para enxergar as coisas dessa forma.

Um jornaleco direitista

O DCM, com essas matérias, mostrou que pratica um jornalismo de quinta categoria, ainda pior do que o jornalismo do PIG e se aproxima do jornalismo feito por nazistas na Alemanha, acusando os judeus de serem perigosos para a família alemã e coisas do tipo. A essa altura do campeonato, é preciso compreender claramente que o DCM é um órgão de direita. Seus ataques contra o PCO são direitistas, o conteúdo da campanha de calúnias é típico da imprensa burguesa. A única diferença é que não eles não possuem o mesmo orçamento que os grandes jornais burgueses.

Já foi denunciado anteriormente por este Diário que um órgão de imprensa que se considera esquerdista não deveria nunca procurar chamar a polícia ou o aparato repressor do estado burguês – ainda mais o de um país como o Brasil, vítima de um golpe de estado – para perseguir um partido de esquerda. Trata-se de uma conduta indigna de pessoas que dizem defender os direitos da classe trabalhadora e dos setores oprimidos da população.

Além disso, já está evidente para todos que tais ataques não afetaram em nada o crescimento e o desenvolvimento do PCO, que segue defendendo a mesma política de forma acertada e coerente. Não serão ataques rasteiros de individuos como Kiko Nogueira e Pedro Zambarda (ghost writer de Joice Hasselman, autor de livro em que ele chama Dilma de terrorista e Lula de “nove dedos” e “lularápio”), que irão impedir um partido revolucionário de seguir com sua política de luta intransigente contra a direita e contra a opressão em todas as suas manifestações. 

Gostou do artigo? Faça uma doação!


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.