Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Filie-se ao PCO

Como é ser um integrante do partido revolucionário

Participe da luta política com o Partido da Causa Operária


Hoje entrevistamos os companheiros Henrique Corsini e Nina Tenório para que eles compartilhem com os nossos leitores um pouco do que é fazer parte de um partido revolucionário, como o PCO.

DCO: Boa tarde, companheiros, gostaria de começar a entrevista perguntando como vocês conheceram o PCO.

Nina Tenório: Eu conheci na época da luta pela anulação do impeachment. O resto da esquerda estava paralisado e o PCO estava fazendo uma campanha de assinaturas pela anulação do Impeachment da Dilma e mobilizando os comitês de luta contra o golpe.

Henrique Corsini: Eu conheci o Partido pelas análises do Companheiro Rui na TV 247. Eu tinha morado um tempo fora e voltei pro Brasil logo antes da pandemia. Quando eu me mudei a Dilma ainda estava no governo, e como uma pessoa de classe média meio despolitizada, as coisas pareciam ir muito bem. Já na volta, encontrei um país diferente. Aí fui procurar respostas na esquerda, no começo eu acompanhava todo tipo de esquerdista, mas no fim me aproximei do partido que acertava, que era o PCO.

DCO: Há quanto tempo vocês estão no Partido? Antes de militar aqui em São Paulo, vocês militaram em outro lugar? Se sim, como era a atividade partidária lá?

N.T. Eu comecei a fazer atividades no final de 2017, mas me incorporaram numa célula em janeiro de 2018. Foi numa ocupação que tinha em Pernambuco, logo depois de uma caravana de três dias para Porto Alegre, onde teve um grande ato contra a prisão do Lula. Ele discursou lá e eu vi que o PCO era o partido mais organizado ali. Eu comecei a militar em Alagoas, mas fiquei um mês em Recife para aprender como fazer as atividades e organizar o Partido em Alagoas.

H.C.: Eu já sou muito mais recente, comecei a militar em fevereiro desse ano. Eu decidi começar a assistir as análises de sábado presencialmente no final de 2021, e procurei o Partido com o intuito de militar, mesmo sem ter a mínima noção do que seria isso. Desde então posso dizer que eu mudei bastante, a evolução do típico estudante de pós de exatas relativamente alienado para um militante é algo muito interessante. Fiz um tanto de coisas que não teria imaginado antes de entrar no Partido, panfletar na greve que teve na CSN em Volta Redonda, fazer campanha eleitoral nas ruas, e etc.

DCO.: Então, companheira, o Partido ainda não estava bem estabelecido em Alagoas quando você começou a militar. Como foi construir a atuação partidária lá?

N.T.: Tinha um companheiro que era militante do Partido, foi ele que me trouxe pro PCO. Aí a gente montou um Comitê de Luta contra o golpe em Maceió, agrupou bastante gente, especialmente da juventude. A gente colou cartazes pela cidade toda e panfletou bastante por Lula presidente. Depois esse Comitê evoluiu para vários outros e a célula partidária em Maceió começou a crescer.

DCO: Comparando a trajetória dos dois companheiros, vemos que a aproximação ao Partido se deu de forma diferente e em momentos diferentes. Qualquer pessoa pode se tornar um militante revolucionário?

N.T.: Sim, as pessoas se aproximam do Partido por motivos diferentes, mas todos podem se tornar militantes e atuarem de verdade na luta política.

H.C.: Eu lembro do Companheiro Rui falando numa escola de quadros que todo mundo poderia se transformar num militante revolucionário dadas as condições materiais para isso. Tem aquela máxima do marxismo “o critério da verdade é a prática”, vai por aí. Não dá pra saber quem está “pronto” ou não antes de colocar a pessoa para atuar politicamente e ver como ela evolui.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.