Por quê estou vendo anúncios no DCO?

"Futebol vulgar"

Como a imprensa sempre foi um câncer contra a seleção brasileira

Toda Copa do Mundo a imprensa ligada ao imperialismo nacional e internacional põe em marcha uma gigantesca campanha contra o futebol e os atletas brasileiros


A imprensa burguesa, como bom Partido da Imprensa Golpista (PIG) que é, nunca perde um espaço, que seja, para difamar tudo que é bom para o Brasil e para o povo brasileiro. Com o futebol, a paixão nacional, esporte mais acompanhado e amado pelos trabalhadores do País, não é diferente. As matérias e colunas são cínicas e sorrateiras, todas são, de uma forma, ou de outra, um ataque ao melhor futebol do mundo ou aos melhores atletas do planeta. O objetivo é claro: diminuir e ridicularizar este esporte que agrupa em todos os bairros, ruas e cidades do Brasil toda a população.

Em 2006, essa imprensa criminosa fez uma campanha tão grande que colocou praticamente todos os torcedores contra a seleção. Em junho daquele ano, a equipe brasileira estreou contra a Croácia, ganhando por 1  X 0, porém, a imprensa caiu matando contra a seleção e principalmente contra o jogador principal, Ronaldo, colocando em xeque o favoritismo do time para ganhar o Hexa. Segundo a  Deutsche Welle (DW): “A má exibição do atacante no jogo contra a Croácia deu argumentos aos que o acusam de excesso de peso”. Brasil foi parado pela França nas quartas de final, 1 X 0.

No segundo jogo, contra a Austrália, Brasil venceu novamente, agora por 2 X 0. No entanto, as criticas aumentaram. A manchete do Mundo Deportivo, de Barcelona, dizia “Futebol vulgar” acerca de Ronaldinho Gaúcho.  O The Guardian colocou em sua manchete “Ronaldo segue sob suspeita” e avaliou a atuação da equipe como “mais um desempenho fraco”. E o francês L’Equipe também: “Brasil se classifica sem convencer”.  Aqui no Brasil, a manchete da UOL seguia a mesma linha e dava aval para tudo que a imprensa venal internacional publicava. “Imprensa estrangeira volta a criticar seleção brasileira” – UOL 19/06/2006.

Existe um propósito claro na imprensa burguesa contra o melhor futebol do mundo e sempre foi assim. Devemos creditar a derrota da seleção na Copa de 1950 para o Uruguai, 2 X 1 no Maracanã, na conta de toda a campanha feita por essa imprensa.

Nas outra copas, as campanhas continuaram e ainda com mais virulência, em 2010 e 2014 foram escandalosas. Dias antes da estreia da seleção em 2010, as manchetes noticiavam que o técnico Dunga “estava em pé de guerra” com toda a imprensa nacional e internacional. A DW afirmava que “O senso comum é de que seu estilo é defensivo demais e de que falta talento e criatividade no time”.

O futebol arte é exclusivo dos atletas brasileiros. Do Brasil, saem os melhores jogadores do mundo. Quando a imprensa faz toda uma campanha contra o futebol nacional e engrandece o futebol europeu, grandes clubes internacionais ofuscam os olhos dos nossos pequenos atletas. Compram excelentes iniciantes brasileiros e depois vendem por verdadeiros rios de dinheiro. Ou seja, o imperialismo atua de diversas maneiras para lucrar com a paixão dos brasileiros, tentam de todas as formas provar que futebol é coisa de europeu. No entanto, não conseguem ofuscar o brilho em campo de jogadores como Pelé, Ronaldo, Ronaldinho Gaúcho, Neymar, entre outros tantos – ficaríamos o dia todo citando cracks e estrelas.

Como não poderia deixar de ser, agora, em 2022, a imprensa já trabalha no mesmo sentido à qual está informando este Diário. Apareceram denúncias esdrúxulas de sonegação contra o principal atleta da seleção, Neymar, que esteve sob a ameaça de não participa da Copa. Nesta terça (8), a Folha de S. Paulo publicou uma matéria alegando que mais um escolhido por Tite para representar o Brasil na competição, Daniel Alves, também sofre com denuncias de sonegação. E assim seguirá o PIG e a imprensa burguesa internacional até o ultima dia da Copa do Mundo.

Portanto, não devemos levar em consideração absolutamente nada que se vê por ai nos grandes meios de comunicação, principalmente sobre o futebol brasileiro. Agora é torcer, a classe operária já teve uma primeira vitória em 2022, Lula. Agora é Brasil hexa, campeão do mundo.

Gostou do artigo? Faça uma doação!


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.