Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Imprensa cínica

Cadê a comoção? Sauditas executam 81 opositores em um único dia

Enquanto isso, ação militar russa, uma das guerras mais incruentas da história, é tratada como uma das coisas mais bárbaras já vistas


Nesse sábado, 13, o principal aliado dos Estados Unidos no Oriente Médio, Arábia Saudita, um dos maiores executores de cidadãos no mundo, executou, em um único dia, 81 pessoas opositoras ao regime saudita. Não houve comoção na imprensa ocidental.

Dos executados, 73 eram sauditas, 7 iemenitas e um sírio. O número de mortos supera o massacre anterior ocorrido em 2021 (69). Acusados de terem matado forças de segurança saudita, preparado ataques e contrabandeado armas, os condenados – “julgados” por 13 juízes dos tribunais da Arábia Saudita – eram ligados ao Estado Islâmico, Al Qaeda e Houthis(movimento político xiita).

A decapitação é o terrível método utilizado pela monarquia saudita contra seus opositores. Essa última execução recebeu uma pequena menção superficial na imprensa americana, ao contrário do que vemos com relação ao noticiário da guerra da Rússia, que vem tomando todos os cuidados para evitar o maior número possível de mortes. A Casa Branca e o Departamento de Estado dos EUA não emitiram uma nota sequer sobre o massacre saudita. Acobertam!

O Ministério do Interior da Arábia Saudita alegou que os crimes capitais pelos quais os opositores foram condenados incluíam terrorismo e crimes hediondos que levaram à morte muitos policiais e civis. Nenhum nome dos policiais ou vítimas foram citados, nem dado detalhes.

Ao contrário do que vem ocorrendo na Ucrânia, os ataques da Monarquia Saudita são bárbaros e apoiados pelos EUA e omitidos de forma cínica e desonesta pela imprensa ocidental.

Esse massacre de sábado é o maior desde que Ibn Saud fundou o reino e uniu a Península Arábica em 1932, logo após a Primeira Guerra mundial, quando o Império Otomano fora derrotado pela Inglaterra e a França.

Sobre os 81 mortos,  a agência de notícias Ahlul Bayt (ABNA) informou que eles eram “41 do movimento de protesto pela paz em Al-Ahsa e Qatif [leste da Arábia Saudita], sob a falsa acusação de cometer atos ‘terroristas'”, e denunciou que o regime saudita “comete mais crimes contra pessoas inocentes, explorando a chamada guerra ao terror e fazendo uso da atual situação internacional, onde o mundo está preocupado com o que está acontecendo na Ucrânia, para realizar um massacre horrível contra um grupo de jovens que apenas exerceu seu direito legítimo de expressar seu direito à liberdade”.

Os jovens xiitas, abrigados no movimento houthis, que trava desde 2015 uma guerra de resistência contra a intervenção saudita no Iêmen, foram a maioria dos executados, um crime político!

Enquanto a imprensa ocidental pró-imperialista orquestra uma vergonhosa operação de linchamento e condenação da Rússia por ter invadido a Ucrânia, como se essa guerra fosse a mais terrível da história, o regime saudita apoiado pelos EUA intensifica a repressão genocida no país e também no Iêmen, que sofre uma gigantesca crise humanitária que já ceifou a vida de cerca de 377 mil pessoas. Os EUA fornecem informações e armamentos para essa carnificina.

A Arábia Saudita já realizou, segundo um relatório publicado no Wall Street Journal, mais de 700 ataques aéreos no mês de fevereiro. Os ataques são direcionados para a região de Marib, que é rica em petróleo.

Enfim, os massacres no Iêmen e na Arábia Saudita são omitidos diariamente de forma criminosa e desonesta pela imprensa ocidental. Quanto à Rússia, um país ainda atrasado industrialmente, mas fortemente militarizado que está se defendendo da provocação da OTAN, dos EUA e dos nazistas da Ucrânia, a recomendação imperialista é dividir o país, quebrar sua economia, censurar seu povo, sua cultura e desmoralizá-lo.

Hoje o imperialismo faz essa operação macarthista contra a Rússia, amanhã certamente será contra China, Índia, Brasil, África do Sul e qualquer outro país que contrarie os interesses imperialistas para defender sua soberania nacional.


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.