Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Mais de mil ontem

Brasil completa 10 dias com média de mortes acima de 800

Direita e burguesia enganaram a população no final do ano passado dizendo que a pandemia havia terminado


─ CUT ─ O Brasil voltou a registrar nesta quinta-feira (17) mais de mil mortes em consquência de complicações causadas pela Covid-19 em um período de apenas 24 horas. Foram registradas no sistema do SUS 1.129 mortes pela Covid-19 entre quarta e quinta-feira, totalizando 641.997 óbitos e 27.941.476 pessoas infectadas pela doença desde o início da pandemia, em março de 2020.

A média móvel de mortes nos últimos 7 dias é de 841, completando 10 dias acima da marca de 800, indicando estabilidade.

Em 24 horas, o país também somou mais 131.049 casos da infecção. A média móvel de casos foi de 116.566 infecções por dia, redução de 36% em relação ao dado de duas semanas atrás. Os números do consórcio de imprensa apontam que o país está com 30 dias seguidos com média acima de 100 mil.

É a menor taxa em quase um mês, após a recente explosão na transmissão da doença causada pela variante ômicron, altamente contagiosa.

Vacinação

Nesta quinta, o Brasil registrou 1.426.858 doses de vacinas aplicadas. De acordo com dados das secretarias estaduais de Saúde, 602.865 tomaram a primeira dose das vacinas CoronaVac, Pifzer ou AstraZeneca; 152.600 a segunda; e, 5.125 a vacina de dose única, da Janssen. Também foram registradas 666.268 doses de reforço.

Desde o início da campanha de vacinação contra a Covid-19, 170.609.984 pessoas (79,42% da população) receberam pelo menos a primeira dose de uma das vacinas contra a Covid, sendo que 148.779.023 delas já receberam a segunda dose do imunizante. Somadas as doses únicas da vacina da Janssen contra a Covid, já são 153.442.549 pessoas (71,43% dos brasileiros) com as duas doses ou com a dose única da Janssen.

Brasil passou pelo pico da Ômicron

Desde a confirmação do primeiro caso da variante ômicron do coronavírus, o país já enfrentou os mais diversos cenários no enfrentamento à pandemia.

Especialistas ouvidos pela CNN Brasil disseram que o país pode ter passado pelo pico de casos do coronavírus, mas a cobertura vacinal deve avançar para evitar novas variantes.

O Brasil atingiu o maior número de novas infecções com 298.408 em 24 horas. Contudo, diferente do que se viu no início de 2021, devido principalmente à vacinação, o índice de mortes não aumentou na mesma proporção que os casos dispararam.

Para Ester Sabino, imunologista e ex-diretora do Instituto de Medicina Tropical, que liderou o sequenciamento do genoma do coronavírus, o pico de casos da ômicron já pode ter passado. “Tudo indica que a tendência é, nos próximos dias, vermos uma queda no número de casos — que já está acontecendo — e também nas mortes”, disse à CNN Brasil.

O mesmo é defendido pelo infectologista Fernando Bellissimo-Rodrigues, do Núcleo de Vigilância Epidemiológica do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Ele disse que “talvez o pior já tenha passado, mas isso demora um pouco para se refletir no número de mortes.”

Rio suspende vacinação infantil contra Covid-19 por falta de doses

A vacinação infantil contra a Covid-19 está suspensa na capital fluminense a partir desta quinta-feira (17), por falta de doses, de acordo com informação divulgada no início da noite de quarta (16) pela Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro (SMS Rio). O esquema vacinal retornará tão logo a prefeitura carioca receba mais doses dos imunizantes.

Gostou do artigo? Faça uma doação!


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.