Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Greve Geral já!

Após volta às aulas, professores de Nova Iguaçu declaram greve

Professores iniciaram uma manifestação logo cedo na frente da prefeitura para reivindicar do prefeito Rogério Lisboa


Na semana passada, foram iniciadas as aulas nas escolas municipais de Nova Iguaçu, na baixada fluminense. Na manhã desta segunda-feira (14), os professores decretaram greve por período indeterminado, reivindicando melhores condições de trabalho e o reajuste salarial com base no índice de perdas inflacionárias, que segundo o Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do Estado do Rio de Janeiro – Sepe, chega a 28,74%. Essa defasagem faz com que o piso do município esteja abaixo do piso nacional. Os professores iniciaram uma manifestação logo cedo na frente da prefeitura para reivindicar do prefeito Rogério Lisboa, o atendimento das reivindicações da rede municipal.

As aulas nas redes municipal e estadual voltaram presencialmente em 07 de fevereiro. Os governos a que as aulas afirmam iniciaram com novos protocolos para o combate da pandemia COVID-19. Segundo o protocolo, não será exigido o passaporte da vacina, mas para os alunos não vacinados, os pais receberão uma carta orientando a importância da vacinação.

Desde o dia 24 de janeiro, foi sancionada a Lei nº 8712/2020. No RJ as escolas públicas têm ar-condicionado, então o protocolo prevê a limpeza dos aparelhos de ar-condicionado… e que tem muito teste de covid19 no RJ para testar todas as crianças de uma sala quando alguém manifestar a doença. 

O que é certo é que a categoria demonstra seu descontentamento tanto com os salários que já são de fome e ainda sofrem de uma gigantesca defasagem, quanto com as condições de trabalho, muitas aulas, sem prever o trabalho extra aula dos professores, além de que todo mundo que já estudou ou estuda em escola pública sabe, as instalações são muito ruins, lembrando que o teto de gastos implementado pelo ex-presidente golpista Temer, só fez piorar essas situações. E o novo protocolo contra a COVID-19 não garante a vida dos professores, nem dos alunos e suas famílias. 

No Painel de Monitoramento do Estado do RJ, encontramos as seguintes informações: das 1.522.979 milhão de crianças entre 05 e 11 anos, apenas 17% receberam a primeira dose da vacina; e das 1.315.899 milhão de adolescentes entre 12 e 17 anos, 84% receberam a 1ª dose, 50% a 2ª dose, e 1% receberam a 3ª dose. Na população em geral, no dia 13/2/22: 82% da população recebeu a 1ª dose, 71,7%  a 2ª dose e 26,6% receberam a dose de reforço. É importante pontuar que as pessoas vacinadas apenas têm os sintomas amenizados, todos podem contrair e disseminar a doença. O RJ já teve 70.839 mortes por covid19. No Brasil, a ômicron já tem variante e o número de mortes por covid19 cresceu novamente. No dia 13/02/22 eram 58.618 pessoas infectadas, e a média de mortos em sete dias foi 880. lembrando que esses são dados oficiais. 

Os professores deram o exemplo no que é preciso realizar por todo o país, uma greve geral sem tempo determinado para acabar. A burguesia só entende quando os trabalhadores se rebelam. Uma greve geral por Fora Bolsonaro e Lula Presidente.

Saiba mais:

Protocolos sanitários de volta às aulas da Secretaria de Estado de Educação do Rio de janeiro:

    • Disponibilização de totens para higienizar as mãos com álcool em gel 70% em locais de circulação e na entrada de ambientes administrativos;
  • Limpeza dos dutos e filtros dos aparelhos de ar-condicionado;
    • Higienização com álcool 70% ou água sanitária, dos pisos e paredes, das superfícies de toque e dos mobiliários e equipamentos das unidades escolares, diariamente;
    • Os bebedouros serão lacrados, sem permitir que os alunos levem a boca diretamente para beber água. Bebedouros com torneiras serão permitidos, caso os alunos estejam fazendo uso de suas próprias garrafas ou copos, de uso individual;
    • Alunos, servidores e colaboradores devem usar a máscara de maneira correta. Além disso, a escola deverá manter estoque suficiente de máscaras para disponibilização a alunos e servidores em casos emergenciais;
    • A unidade escolar terá um espaço reservado — área de isolamento — para quem apresentar sintomas, onde o mesmo deverá permanecer até ser conduzido pelo responsável a uma unidade de saúde;
    • As unidades escolares deverão ter afixados cartazes informativos. A conscientização da comunidade escolar é primordial na volta às aulas.
    • É fortemente recomendado que todos os estudantes estejam vacinados;
  • A partir de agora, se um dos alunos de uma classe testar positivo para Covid, não será mais necessário isolar a turma inteira. A nova recomendação da secretaria é que os outros estudantes façam o teste para a detecção da doença;
    • O uso de máscara será obrigatório para todos os estudantes acima de 3 anos, além dos funcionários;
    • Sempre que possível, é recomendado que seja priorizada a realização de aulas e atividades ao ar livre;
    • Em sala de aula, a recomendação é manter os ambientes bem ventilados, com as janelas e portas abertas sempre que possível, evitando o toque nas maçanetas e fechaduras;
  • O uso de ventilador ou ar-condicionado é permitido, desde que sempre com a porta e as janelas abertas para possibilitar a circulação do ar;
  • Deve ser evitado o uso de objetos que sejam de difícil higienização, como massinhas, jogos de peças pequenas, recursos de tecido e outros;
  • Professores em funções de alfabetização, professores de língua estrangeira (fases iniciais) e professores de estudantes com público-alvo da educação especial podem considerar o uso de máscara com visor transparente, que possibilite a leitura labial;
  • O servidor deve utilizar a máscara com visor pelo tempo que durar a proposta pedagógica, e ao final, deve removê-la, higienizá-la conforme recomendação do fabricante e proceder a colocação da máscara de tecido ou descartável.

Gostou do artigo? Faça uma doação!


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.