Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Caso dos caminhoneiros

A esquerda não tem que fazer papel de polícia

Repressão só pode se voltar contra a esquerda


Nessa terça-feira, dia 1º, o MTST divulgou uma nota pelas redes sociais afirmando que seus integrantes iriam desbloquear as rodovias.  Segundo coluna da jornalista Monica Bergamo para a Folha de S. Paulo, “os militantes estão sendo orientados a não entrar em confrontos com bolsonaristas, mas sim retirar os materiais que eles colocaram nas vias para impedir o trânsito de veículos.”

Como sempre, a Folha fazendo propaganda das bravatas de Guilherme Boulos.Bravata porque quem conhece os militantes do PSOL, sabe que eles não vão enfrentar nenhum caminhoneiro. Mas esse nem é o principal problema.

A política do MTST não é correta. É uma política que procura colocar uma parcela dos trabalhadores contra outra parcela dos trabalhadores. A manifestação dos caminhoneiros, apesar do claro conteúdo reacionário, é legítima. Eles têm direito de se manifestar.

Aqui não se trata de concordar com o teor ideológico da manifestação, mas compreender que a manifestação deve ser encarada como tal. Primeiro, a esquerda não deve aplaudir o uso da repressão policial para ataca os bloqueios. É colocar a corda no próprio pescoço. Dar mais poderes para a polícia reprimir uma manifestação, é abrir o caminho para que a esquerda seja reprimida pelos mesmos motivos.

No caso do MTST o erro está justamente em tratar os caminhoneiros como um setor da população. Ao invés de entrar em confronto, a o correto seria mostrar para esses caminhoneiros que na verdade é a esquerda que defende os interesses dessa categoria de trabalhadores.

Aqui, não se trata de criticar algumas ações espontâneas divulgadas na internet de trabalhadores que desobstruíram alguns bloqueios. É natural que um grupo de trabalhadores decida enfrentar um grupo de direita.

Mas o caso de um movimento organizado como o MTST é diferente. A organização não pode fazer o papel de polícia. Precisa iniciar uma conversa com essa parcela da classe trabalhadora. Precisa mostrar que a esquerda defende os interesses econômicos e os direitos políticos desse setor, mais ainda, que a esquerda defende muito mais do que o próprio Bolsonaro.

A esquerda não deve hostilizar trabalhadores, mas ganhar para as suas posições. Defender a repressão é entregar de vez nas mãos de Bolsonaro uma categoria grande de trabalhadores. Não é papel da esquerda fazer papel de polícia. A polícia, inclusive, está reprimindo os caminhoneiros como reprime as manifestações da esquerda.

A esquerda deve estar atenta a qualquer tentativa real de golpe de Estado, mas não deve confundir as manifestações políticas dos bolsonaristas, por mais reacionárias que sejam, com o golpe.


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.