Araraquara

Presidente dos Metalúrgicos denuncia censura a “Lula presidente”

PSOL e PCdoB tentaram dar golpe na organização do movimento para proibir palavra de ordem em defesa de Lula presidente

O presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Araraquara (SP), Paulo Sérgio Frigere, denunciou a tentativa de golpe do PSOL e do PCdoB dentro do movimento Fora Bolsonaro da cidade, ao querem proibir a utilização de faixas pedindo Lula presidente nas manifestações populares.

“Nós não estamos concordando com certo cerceamento da palavra de ordem (de Lula presidente)”, disse ao Diário Causa Operária na tarde desta quarta-feira (29).

“Nós, do movimento sindical cutista, não aceitamos esse tipo de coisa. Vamos participar, sim, do ato, e vamos falar aquilo que temos que falar. Torcemos sim para Lula, no ano que vem, ser candidato e se eleger presidente. Não dá para chegar em uma discussão dessas e dizer que só tem que falar uma coisa ou falar outra”, completou.

Escândalo! PSOL e PCdoB querem banir Lula Presidente do ato em SP

Frigere defendeu “liberdade para todos falarem o que quiserem. Quem quiser levar sua bandeira, leve sua bandeira, faça sua fala, defenda seu candidato. Vou participar do ato de rua e vou falar aquilo que eu quiser falar, não vou aceitar cerceamento de forma nenhuma. Nós do campo da esquerda não temos que aceitar isso”, concluiu.

Na última segunda-feira (27), foi realizada uma reunião extraordinária da Frente de Esquerda e dos Trabalhadores Fora Bolsonaro de Araraquara, convocada pelo PSOL. A reunião contou com o retorno do PCdoB à frente, após esse partido tê-la abandonado devido às suas alianças com a direita.

A pauta foi, ao invés da organização do ato do dia 2 de outubro, uma surpresa: a proibição da faixa Lula presidente na manifestação. O responsável pela tentativa de golpe no movimento foi o presidente do PSOL local, Eudes Melo, com o apoio do PCdoB. Fica evidente, assim, que foi uma jogada planejada entre os dois partidos para tentarem impedir que o movimento defenda a candidatura de Lula.

No entanto, após a apresentação da proposta golpista, houve uma grande revolta dos setores operários da reunião, particularmente dos representantes do Sindicato dos Metalúrgicos, da Apeoesp e do Sinasefe. Alguns, inclusive, se retiraram da reunião, em protesto.

O organizador da frente Fora Bolsonaro de Araraquara, o bancário Tiago Pires (PCO), garantiu, em entrevista à Causa Operária TV, que esse golpe não será aceito de maneira nenhuma e que estará, sim, presente, a faixa em defesa da candidatura presidencial de Luiz Inácio Lula da Silva.

Gostou do artigo? Faça uma doação!

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.