Por quê estou vendo anúncios no DCO?

O luxo do lixo?

Folha inventa que 31% da população está gostando de passar fome

O povo sofrendo na pele fome, miséria, falta de emprego, inflação descontrolada, pandemia e ainda assim tem quem não nota a piora das condições de vida, é surreal.


No dia 20 de setembro, uma pesquisa feita pelo jornal golpista Folha de São Paulo — melhor dizendo: “Falha de São Paulo” — e divulgada no também golpista G1, destaca que 69% dos brasileiros dizem que a economia do país piorou. A pesquisa foi feita entre os dias 13 e 15 de setembro com 3.667 brasileiros em 190 municípios. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Segundo o levantamento, a Folha chegou à conclusão de que 69% dos pesquisados acham que a economia piorou de fato. E que 70% atribuem responsabilidade ao governo pela piora. Tanto por faixa etária como por idade, sexo, religião e entre apoiadores ou não do governo os números são similares…

O curioso na pesquisa não é a constatação de que 70 % da população acha que a economia vai muito mal e que não acreditam que vai melhorar tão cedo. Isso é absolutamente óbvio. A questão é que cerca de 30% dos entrevistados que sofrem as consequências desastrosas das crises econômica e da pandemia não dizem o mesmo.

Com o gigantesco desemprego e subemprego atingindo metade da população pelos dados do IBGE, salários reduzidos, número elevado de mortes pela covid, quase 600 mil nos dados oficiais, inflação descontrolada, o governo estando quase paralisado por falta de arrecadação, empresas fechando as portas, a fome, a miséria e o alarmante número de pessoas dormindo nas ruas, e mesmo assim não dizem que a vida piorou. É de se estranhar muito, é quase surreal.

Como é possível não notar que os preços aumentaram demais nos últimos meses, basta ir ao supermercado, açougue, farmácias para constatar. E a quantidade crescente de moradores de rua por todas as cidades no país, como não ver? A falta de empregos, o preço do gás, dos combustíveis, dos aluguéis… Mesmo a burguesia, parasita, que suga o sangue do povo, também segue sendo afetada com o desastre econômico pelo qual o País atravessa. Das montadoras imperialistas à indústria nacional, a falência é geral.

É de se estranhar que sejam apenas 70% da população que percebam a dura realidade estando incluídas entre os que mais perderam, sofrendo na pele pela fome, miséria, o desalento e não percebam que as coisas estão muito ruins. O normal de se esperar é que 100% desses percebessem a realidade pela qual estão passando. Ou seriam esquizofrênicos, paranoicos? Todos os 30%?

Ao que parece, a intenção da pesquisa é determinar o ponto de ebulição da sociedade, e considerando que os dados apresentados estão bastante próximos disso, e se não estivermos diante de surto de esquizofrenia social, a proximidade do ponto de ebulição está bem mais próximo do que dizem os dados da pesquisa.

Como o ano que vem é ano de eleições, a burguesia pretende com isso camuflar a realidade desfavorável para ela, onde a sociedade está altamente polarizada e os candidatos com chances são o Lula e em segundo lugar o Bolsonaro.

Assim sendo, a burguesia está tentando impor a terceira via, com o Dória, sem sucesso até agora e com o fiasco gigantesco do último dia 12, onde as manifestações estavam completamente esvaziadas, tentam salvar a pele com pesquisas que tem por objetivo dizer que tem um “eleitorado” que está gostando do governo fascista e que votaria novamente nessa arapuca contra o próprio povo. Uma completa farsa.


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.