Censura e perseguição

X usa empresa de tecnologia criada pela inteligência de Israel

O futuro das redes sociais, para o imperialismo, é o controle total da opinião

A questão da liberdade de expressão e de veiculação da informação está cada vez mais debilitada no mundo. Para o imperialismo mundial, é essencial conter a opinião e a livre veiculação de informações na Internet, como perseguir os que denunciam ou divergem da posição oficial do imperialismo. Nesse sentido, a liberdade de expressão, assim como o direito à privacidade ou ao anonimato estão paulatinamente sendo eliminados das redes sociais.

O X (antigo Twitter), de propriedade do empresário Elon Musk, está trabalhando com uma empresa israelense para verificar assinantes de BlueTick. Conforme o X, o rótulo verificado ajudará a autenticar contas de usuários, evitando a falsificação de identidade. Eles também apregoam outros benefícios para usuários verificados, como verificação de identidade visivelmente rotulada ao clicar em uma marca de seleção azul, bem como suporte priorizado ao usuário.

O processo para verificação requer o envio de foto do documento de identidade junto a uma selfie, os dados são compartilhados com a empresa israelense AU10TIX, que os armazena por 30 dias.

A AU10TIX foi fundada em 2002 por ex-membros da agência de segurança israelense, Shin Bet, e ex-funcionários de segurança da companhia aérea israelense, El Al. O fato é de extrema gravidade, uma vez que dados e identificação dos usuários do X e até mesmo de outras plataformas podem estar sendo utilizados pela inteligência israelense e compartilhados, permitindo a vigilância e repressão contra os usuários. A Agências de Segurança israelense tem profunda experiencia em monitorar e reprimir os palestinos a partir da espionagem via redes sociais.

Menciona-se, para exemplificar, caso na Arábia Saudita, ocorrido em 2014 e 2015, em que criticos da monarquia, que se expressavam nas contas anonimas do X, teriam sido identificados mediante informações provenientes da empresa e presos. Sendo verdadeiro ou não o relato, é absolutamente verossímil que os governo assim utilizem os dados dos usuários para perseguir os críticos do sistema, bem como criar um estímulo à autocensura.

Cabe destacar o papel do sionismo no controle da informação nas redes sociais, isso, aliás, em meio ao genocídio que promovem contra o povo palestino. O sionismo sempre teve papel de destaque no controle da informação mundial, ter conseguido esconder o caráter colonial e racista do Estado de Israel junto à opinião pública mundial se deve a isso.

Gostou do artigo? Faça uma doação!

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.