Eleições 2024

Tatto critica candidatura de Boulos e sofre investigação policial

Denúncia de corrupção é requentada pela imprensa golpista no meio dos debates do PT sobre as eleições 2024.

A imprensa golpista noticia com muito interesse as discussões internas do Grupo de Trabalho Eleitoral do PT. Em especial aquela em torno do apoio à candidatura de Boulos para a prefeitura de São Paulo em 2024. Isso implicaria no partido renunciar a candidatura própria na capital do estado mais desenvolvido do país o que está longe de ser um consenso. Uma das vozes contrárias a essa capitulação do partido é o deputado federal por São Paulo, Jilmar Tatto, que avaliou a aliança como um “jogo de perde-perde”. E eis que, no meio da campanha pró-Boulos, essa imprensa mostra as garras e o jornal O Estado de S. Paulo requenta investigação contra família Tatto.

O jornal da burguesia paulista vaza informações sobre investigações contra petista em momentos de disputa interna do partido. A notícia requentada essa semana faz menção a investigações “em sigilo” publicadas pelo jornal em junho de 2020, véspera das eleições municipais. Coincidentemente, nesse ano disputou a prefeitura da capital contra Bruno Covas e o “mais à esquerda do PT” Guilherme Boulos. A campanha da imprensa golpista foi vitoriosa e grande parte dos votos tradicionais no PT foram transferidos para o candidato do Psol. Depois de um primeiro turno agressivo, o psolista se transformou numa espécie de Boulos “paz e amor” e facilitou a vitória do tucano.

A manchete dessa semana cita família do petista como “clã Tatto” e cita “suspeita de rachadinha de petistas”, além de afirmar que a família “domina redutos eleitorais na zona sul”. As acusações de corrupção, que seriam intermediadas por “líderes comunitários” e funcionários contratados pelos parlamentares da família, giram em torno de valores minúsculos em relação ao fluxo de dinheiro administrado pelo município. No ano passado, uma denúncia do Estado de S. Paulo replicada em diversos sites jornalísticos dava conta de que o “clã Tatto” teria acumulado R$ 25 milhões em imóveis. Isso num município com orçamento que chega a mais de R$ 95 bilhões e que tem esquemas muito mais volumosos de desvio de dinheiro público.

O problema da imprensa golpista contra os Tatto não tem nada a ver com nenhuma corrupção. O Estado de S. Paulo é um jornal tucano, profundamente tolerante com as criminosas privatizações comandadas pelo PSDB no estado e no País. O setor do PT do qual os Tatto fazem parte não compartilha do apreço de outros setores em relação à infiltração do Psol na sua base. O próprio Jilmar citou em entrevista ao mesmo jornal que o Psol nem vota com o governo Lula, sendo um “aliado” que só faz oposição no parlamento. Ainda na visão do petista, não faz sentido o PT apoiar um candidato que faz oposição ao governo federal contra “partidos de centro que são aliados do governo Lula”. Lançar uma candidatura própria evitaria esse tipo de contradição, que pode inclusive prejudicar a política nacional do partido.

Boulos, que recentemente foi flagrado em vídeo conspirando com Datena contra Lula, foi entrevistado pelo mesmo jornal e se apoiou num “compromisso” firmado com Lula, Gleisi Hoffmann e Fernando Haddad. O acordo teria envolvido a desistência do psolista em concorrer contra Haddad nas eleições para o governo do estado. Um dos nomes sondados pelo PSOL para vice é justamente a esposa de Haddad, Ana Estela. Em entrevista à CNN, a vereadora Luana Alves afirmou que a discussão em torno da chapa encabeçada por Boulos já existe “há algum tempo” e registrou: “Acho importante que seja uma mulher, de periferia e que consiga representar uma mudança”. Segundo a psolista, a recorrente discordância entre PT e PSOL nas votações em âmbito nacional não prejudicam o acordo.

O fato da burguesia colocar os cães farejadores da polícia na direção desse setor do PT no meio dessa disputa, mostra que a operação Boulos é importante para seus planos. Sendo o maior partido da esquerda, o PT é um problema significativo para a dominação eleitoral da direita. Aí entra o super esquerdista, que nutre relações afetuosas com tucanos. E parte importante do partido permite esse golpe eleitoral que só confunde sua base popular. A máquina estatal de São Paulo foi aparelhada por décadas pelos governos do PSDB e segue impondo sua força sobre o PT. Boulos é tão inofensivo para a burguesia que até o cachorro louco direitista do Datena manifesta carinho a ele. A operação de sabotagem interna do PT tem em São Paulo um palco fundamental. O golpe está aí, cai quem quiser.

Gostou do artigo? Faça uma doação!

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.