Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Análise Internacional

“Sempre se passou a mão na cabeça de nazista nos EUA”

Ucrânia, Nagorno-Karabakh e Bolívia são assunto da Análise Internacional desta semana

Na última segunda-feira (25), o companheiro Rui Costa Pimenta realizou sua já tradicional Análise Internacional em conjunto com o Comandante Robinson Farinazzo. A transmissão ocorre no canal do Diário Causa Operária no YouTube e, nesta edição, analisou os principais acontecimentos recentes na política em todo o globo terrestre.

Parlamento canadense, com Zelensky, aplaude oficial nazista

No começo do programa, os companheiros presentes comentaram e discutiram a moção de aplausos que aconteceu no parlamento canadense. No caso, o aplaudido era um ex-comandante da SS, força militar nazista, e Volodymyr Zelensky, presidente nazista da Ucrânia.

O presidente de Kiev, por sua vez, recebeu doze aplausos do parlamento canadense no total, reiterando a quem serve a “democracia” ocidental. Confira a fala do companheiro Rui:

“Nós estamos falando aqui de uma das coisas mais selvagens que o imperialismo criou na história da humanidade, o nazismo, e vemos esse cidadão sendo aplaudido de pé. Até agora estou surpreso na falta de seriedade do pessoal de ver um comandante da SS para ser aplaudido no parlamento canadense. Isso prova algumas coisas:

Primeiro, toda vez que falávamos que o Zelensky era testa de ferro dos nazistas, vinha um engraçadinho e falava: ‘como assim, um judeu aliado de nazistas?’ Bom, está aí.

Segundo, a luta contra a Rússia é a luta da democracia contra a ditadura. Bom, se alguém, depois disso aí, quiser acreditar, é questão de fé, porque não tem fundamento algum na realidade.”

Evo Morales e a Bolívia

O segundo assunto, por sua vez, se deu na América Latina. A medida que as eleições na Bolívia se aproximam, saem ao público os candidatos. Evo Morales anunciou sua candidatura e sua rivalidade com a ala direitista do seu partido: Luis Arce.

O Evo acusa, diretamente, o Arce de ser um agente do imperialismo, denunciando um plano de reprimir o partido e tentando inclusive eliminá-lo fisicamente. É necessário saber para termos uma consciência do tamanho do problema.

“Estou muito preocupado com os rumos que toma a América Latina porque pode ser o próximo ringue de combate do imperialismo”, destacou o Comandante Farinazzo. “Os EUA falando de uma provável base na Guiana contra a Venezuela… Pode ser que se reúnam nuvens de chumbo no horizonte.”

Nagorno-Karabakh

Sobre este assunto, reitera-se o acirramento entre a Armênia e o Azerbaijão. Sobre o assunto, o presidente nacional do PCO reiterou a importância do assunto:

“Aquela é uma região muito importante. Se olharmos o mapa da região, vamos ver que Armênia e Azerbaijão fazem parte de uma região que está no meio de uma grande região de conflito. Tanto Armênia, quanto o Azerbaijão fazem fronteiras com Irã e Turquia, estão próximos da Síria e Iraque… Ou seja, uma zona sensível, uma zona de disputa política do imperialismo com outros países da região.”

A seguir, o companheiro reiterou sobre a natureza do conflito:

“A situação aqui é parecida com o Kosovo. A população armênia foi se deslocando para dentro do Azerbaijão e acabou transformando uma zona que fica nas fronteiras do Azerbaijão de população arsenal. Isso não foi ontem, dizem que faz dois mil anos.

O Azerbaijão vem sistematicamente denunciando atividade terrorista, pois o pessoal lá quer autonomia daquela região e o Azerbaijão, logicamente, não quer dar autonomia para eles. Os Azeris falam que há atividade terrorista e reprimem violentamente as manifestações, a população e tudo mais. Dias atrás chegou a ter bombardeios por lá.”

Ainda sobre o conflito, ele reiterou que “tanto Azerbaijão, quanto Armênia são aliados da OTAN”, destacando que enquanto o Azerbaijão é mais próximo da Turquia, o governo ameno foi derrubado em 2018 por uma revolução colorida, através de ONGs, e estabeleceu um governo pró Estados Unidos.

“Uma peça chave do golpe que ocorreu em 2018 foi a ONG do senhor George Soros, a Open Society, diminuindo a aliança dos russos com os armênios.

Há um conflito que está sendo impulsionado pela OTAN, pelo imperialismo, com vistas para que a Armênia rompa totalmente uma aliança com a Rússia e alie-se à OTAN, existindo até manifestações políticas pedindo as tropas da OTAN na Armênia, para ‘defender’ a região de Nagorno Karabah.

Os armênios de Nagorno Karabakh são vítimas inocentes dessa política, sofrendo por uma manobra do imperialismo norte-americano e francês.”

A Análise Internacional ocorre toda segunda-feira, às 13:00, no canal do Diário Causa Operária.

Nagorno-Karabakh - Análise Internacional, com Rui C. Pimenta e Robinson Farinazzo nº 168 - 25/9/23

Gostou do artigo? Faça uma doação!

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.