Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Querem entregar o Souza Aguiar

Não à privatização do SUS no Rio de Janeiro

É preciso realizar um grande ato, como parte de um campanha contra a entrega do maior pronto socorro da América Latina para os tubarões da iniciativa privada

Servidores da saúde do município do Rio de Janeiro estão denunciando a política reacionária do prefeito Eduardo Paes (PSD), que investe diariamente contra os servidores e usuários da saúde do Rio de Janeiro.

Paes obstruiu a mesa de negociação pelo Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS), aumentou a alíquota de desconto da previdência, não repôs a inflação de 2020 e 2021, não repôs os triênios congelados, e manobrou de maneira perversa com a data de pagamento do acordo de resultados.

Além disso, o arrocho salarial é histórico e os servidores estão há anos com os salários “congelados”; profissionais com nível superior (incluindo médicos, psicólogos, enfermeiros, fisioterapeutas, etc.) têm salário-base de menos de R$4.000. O objetivo é humilhar o trabalhador e fazer com que ele desista pelo cansaço. Com estas e outras medidas, o atendimento à população se vê degradado, apesar de todo o esforço do funcionalismo que, na época da pandemia, eram chamados de “heróis” e agora, são tratados como bandidos. 

Um dos objtivos de tanta degradação do servidor da Saúde é a privatização do SUS. O prefeito quer fazer a vontade dos mercadores da saúde privada e entregar o SUS ao capital estrangeiro, e para isso, tenta implementar uma Parceria Público Privada, PPP, na maior emergência da América Latina, o Hospital Municipal Souza Aguiar.

O discurso é sempre o mesmo, de que haverá maior eficiência na gestão, uma mentira evidenciada pela Supervia, um grande exemplo de desastre na oferta de serviço e estrutura. Outra privatização, da Cedae, deu aos fluminenses água mais cara. Tudo que é privatizado fica mais caro e cada vez pior.

A denúncia da privatização e a pressão do trabalhador que se organiza em diversas frentes, adiou o ataque e a concorrência de parte do hospital Souza Aguiar, prorrogada para 27/7/2023 na bolsa de valores de São Paulo. Isso mesmo! Um pedaço importante do SUS está sendo vendido na B3!

É preciso esclarecer ao trabalhador e à opinião pública que a privatização do hospital é mais uma ação coordenada para destruir o SUS e exterminar o servidor público, que hoje se levanta pela saúde do Rio de Janeiro.

Diante destes ataques, a Corrente Sindical Causa Operária soma-se à iniciativa do Movimento ReestatizaSus!, que também está à frente da luta pelo PCCS da Saúde do Rio de Janeiro e propondo a todos os sindicatos, trabalhadores, partidos de esquerda e defensores da saúde pública, que seja organizado um ato em defesa do Hospital Municipal Souza Aguiar, em defesa do PCCS da Saúde e contra a privatização do SUS!

Gostou do artigo? Faça uma doação!

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.