Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Guarani-Caiouá

“Simone Tebet é uma verdadeira inimiga nossa”

Veja a fala do companheiro Magno, do Comitê de Luta Indígena de Dourados, no XI Congresso do Partido da Causa Operária


Neste sábado, 13 de agosto, ocorre o 3° dia do XI Congresso do Partido da Causa Operária. Este é o evento mais importante do Partido, o qual aprova os pré-candidatos da legenda no País inteiro, põe em discussão seu programa e elege o Comitê Central do PCO.

O segundo dia do Congresso foi iniciado dando continuidade às intervenções que estavam sendo feitas desde o final do evento no dia anterior, as quais fazem parte do debate sobre o informe político feito pelo companheiro Rui Costa Pimenta, Presidente Nacional do PCO.

Dentre as intervenções, destacou-se a fala do camarada Magno, membro do Comitê de Luta Indígena de Dourados Guarani-Caiouá e pré-candidato a Governador pelo PCO no Mato Grosso do Sul.

“Eu estou aqui como uma oportunidade para mim, que abalou muito meu coração. Dói para mim vir aqui falar que nós procuramos nosso direito e nunca chegamos a um ponto de resolver o nosso problema. Nós, indígenas Guarani-Caiouá, de Dourados, somos atacados pela PM, pela Força Nacional, pela Polícia Federal […]”, afirmou Magno no início de sua fala.

Magno relatou sua situação de vida no estado, assim como a situação de sua família e de seus amigos nas mãos dos latifundiários:

“Eu deixei minha família numa casa de lona, nós não temos água, nós não temos saúde, nós não temos transporte para o hospital e esta é minha reclamação. Nós procuramos buscar recursos, nós precisamos de água, luz, moradia, educação. Em vez de ajudar, ele [o PM] vai lá e mete bala, queima casas, nos atropela de caminhonete.”

Magno, que organiza a lua de seu povo dentro do Comitê de Luta de Dourados, reconhece a importância da política do PCO e, além de denunciar a situação de seu povo, denuncia também quais são os inimigos políticos da população. Ele afirma que “Vários dos meus que morreram no Amambai, foi tudo pelo mando da Simone Tebet — então ela é uma verdadeira inimiga nossa, do Estado de Mato Grosso do Sul“.

Magno demonstra também qual a política correta, a política a ser seguida por um partido revolucionário frente às eleições burguesas:

“Aproveitando essa oportunidade, estou aqui, me candidatei. Não para me orgulhar, não para ser elogiado por todo mundo, mas sim para lutar pela melhoria dos povos indígenas Guarani-Caiouá, que estão sofrendo e que precisam de melhorias, que buscam a melhoria em várias partes. Eles batem à porta e ninguém abre, ninguém ajudou os Guarani-Caiouá. Muitos dizem que estão ajudando, mas aqui nós sofremos sede, fome.”

“Nós não temos maquinário para trabalhar na nossa roça”, continuou Magno, “inclusive, onde eu moro, eu tenho que carpir na enxada, eu tenho que suar, eu tenho que meter o braço na enxada, sendo que tem trator, tem colhedeira, tem muitas [máquinas].”

O companheiro encerrou sua fala demonstrando sua indignação com a situação atual de seu povo:

“Eu não sei falar bem, mas eu estou aqui para denunciar, para falar o que nós estamos passando. Então a minha indignação é, onde é que nós indígena Guarani-Caiouá vamos parar com esses latifundiários, com esses ataques dos fazendeiros sobre a nossa família? Inclusive, minha esposa me ligou ‘agorinha’ dizendo para mim que os fazendeiros amanheceram dando tiro para cima da minha casa. Cadê o nosso direito? Cadê o governo do estado do Mato Grosso do Sul para apoiar, para defender? Não para demarcar, mas sim para segurar esse massacre que nós estamos sofrendo sobre o nosso estado do Mato Grosso do Sul.”

Gostou do artigo? Faça uma doação!


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.