Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Demagogia idenditária

Não são mulheres, são nazistas

Primeira-Dama da Ucrânia presta homenagem a mulheres que estão na luta contra a Rússia, pilares do exército nazista do imperialismo


Como não  podia deixar de ser, a demagogia identitária já está tomando corpo na campanha a favor do governo nazista da Ucrânia. A mulher do presidente fantoche Volodymyr Zelensky, a primeira dama Olena Zelenski foi às redes sociais para homenagear as mulheres que participam das forças armadas em combate pelo lado ucraniano.

“Antes da guerra (quão assustador e ainda estranho de dizer isso), escrevi uma vez que há dois milhões a mais de mulheres na Ucrânia do que de homens. Apenas estatísticas. Mas agora está assumindo um significado todo novo. Significa que nossa atual oposição tem um rosto particularmente feminino”, escreveu a primeira-dama, junto a imagens de mulheres atuando na Ucrânia durante a guerra.

E continua ,agora em uma homenagem um pouco mais ampla ao “povo”ucraniano, “Que lutam nas fileiras das Forças Armadas e os que se alistam na defesa. Aqueles que curam, salvam, alimentam. Voluntários que encontram tudo o que precisam para isso. E aos que continuam a desempenhar o seu trabalho habitual – em farmácias, comércios, transportes, utilidades, para que a vida continue e vença. Aqueles que levam crianças para abrigos todos os dias sem pânico e as entretêm com jogos e desenhos animados para salvar as mentes das crianças da guerra. Aquelas que dão à luz em abrigos antiaéreos”, “o sol já pode ser visto através da fumaça do bombardeio! Tudo será primavera, tudo será uma vitória, tudo será Ucrânia!”, disse ela.

Trata se de uma declaração mais do que demagógica, mas acima de tudo hipócrita, isso porque é sabido que as forças armadas que estão lutando contra a Russia na Ucrânia neste momento não é composta por simples cidadãos ucranianos, mas sim por integrantes dos inúmeros batalhões nacionalistas ucranianos, leia se grupos nazistas, armados e treinados pela Otan que existem no país e ainda ,há medida que a Rússia combate aqueles que estão lá, por mercenários vindos do estrangeiro, convocados pela mesma Otan. Como foi denunciado pelo próprio presidente russo Vladimir Putin, “Corrigimos o aparecimento de mercenários de terceiros países, incluindo da Albânia e da Croácia, militantes do Kosovo e até jihadistas com experiência em operações militares na Síria”, disse em relatório a assessoria de imprensa do Kremlin.

As mulheres que estão lutando pela Ucrânia contra a Rússia neste momento não devem ser celebradas, mas ao contrário disso, combatidas, pois, parafraseando a grande franco atiradora Lyudmila Mikhailovna Pavlichenko, “Não são mulheres, são nazistas.”

Gostou do artigo? Faça uma doação!


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.