Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Luta contra o imperialismo

Líderes dos países da CSTO falam na cúpula de Moscou

A reunião ocorreu em Moscou com diversos líderes, onde foram discutidas várias pautas sobre conflitos, sanções e o futuro da cúpula


─ RIA Novosti, tradução do DCO ─

Uma cúpula da CSTO está ocorrendo em Moscou com a participação dos chefes de estado – membros da organização, as principais declarações dos líderes estão no material da RIA Novosti.

No início da reunião, o presidente russo, Vladimir Putin, parabenizou seus colegas pelo 30º aniversário da assinatura do Tratado de Segurança Coletiva e pelo 20º aniversário da criação de uma organização baseada nele. Ele observou que a associação desempenha um papel importante e estabilizador no espaço pós-soviético e expressou esperança em seu desenvolvimento.

Contra-ataque da OTAN

O líder russo abordou a possível expansão da Aliança do Atlântico Norte ao unir a Finlândia e a Suécia.

“A Rússia, gostaria de informar, caros colegas, que não tem problemas com esses estados e, portanto, nesse sentido, a expansão às custas desses países não representa uma ameaça imediata para a Rússia, mas a expansão da infraestrutura militar em este território certamente provocará nossa resposta.” , observou Putin.

Ele também descreveu a situação como um problema criado artificialmente no interesse dos Estados Unidos.

Putin, além disso, apontou para a OTAN indo além de seu destino geográfico – Euro-Atlântico.

Por sua vez, o Presidente da Bielorrússia, Alexander Lukashenko, anunciou o aumento da presença militar da OTAN na fronteira ocidental da CSTO através de numerosos exercícios e modernização das infra-estruturas.

“Nosso encontro está ocorrendo em um momento difícil, um momento de redivisão do mundo. O sistema unipolar da ordem mundial é irremediavelmente uma coisa do passado, mas o Ocidente coletivo está travando uma luta feroz para manter suas posições.”, Afirmou Alexandre Lukashenko

Conflito na Ucrânia

Putin chamou a atenção para a permissividade dos neonazistas na Ucrânia, que é incentivada em nível estadual, o que não acontece em nenhum outro país do mundo.

“O neo-nazismo tem estado desenfreado há muito tempo, para o qual eles fecham os olhos e, portanto, realmente incentivam suas atividades, alguns de nossos parceiros do chamado Ocidente coletivo. E tudo isso é acompanhado por uma onda sem precedentes de Russofobia nos chamados países civilizados e politicamente corretos da sociedade ocidental”, Disse o presidente russo Putin

Além disso, Lukashenko observou o agravamento das relações entre Minsk e Kiev nos últimos dois anos.

A Ucrânia foi incitada e incitada, enchendo-a de nacionalismo, nazismo, […] fascismo e russofobia, armas. Após as eleições (presidenciais) na Bielorrússia em agosto de 2020, em relação à interação conosco, A Ucrânia caiu completamente sob o domínio do Ocidente”, disse ele.

“A tendência mais perigosa na Ucrânia hoje são as tentativas de desmembrar a Ucrânia. Milhares de unidades já foram criadas para entrar na Ucrânia sob o disfarce de forças de paz e ‘protegê-la’ “, Afirma o presidente bielorrusso

Laboratórios Biológicos dos EUA

Putin falou sobre a criação na Ucrânia de componentes de armas biológicas sob controle dos EUA.

“Em violação da Convenção sobre a Proibição de Armas Biológicas e Toxínicas, foram elaborados possíveis métodos e mecanismos para desestabilizar a situação epidemiológica no espaço pós-soviético”, acrescentou o chefe de Estado.

O objetivo dos biolaboratórios de Washington na região era coletar materiais biológicos e estudar para seus próprios propósitos as especificidades da propagação de vírus e doenças perigosas, disse Putin.

Interação com a ONU

O presidente do Cazaquistão, Kassym-Jomart Tokayev, pediu a intensificação da cooperação com a ONU e a adesão às suas atividades de manutenção da paz.

“Esta etapa fortalecerá a personalidade jurídica da CSTO, garantirá a prática da participação da organização nas operações internacionais de manutenção da paz”., Afirmou o presidente cazaque

Pressão de sanção

O presidente do Quirguistão, Sadyr Japarov, falou sobre a próxima onda de sanções. Segundo ele, a situação atual representa uma ameaça à segurança alimentar e energética.

“Nessas condições, é necessário discutir e desenvolver abordagens comuns para mitigar as consequências das sanções e evitar a deterioração da situação socioeconômica em nossos países”., diz o presidente do Quirguistão

O futuro do CSTO

Putin propôs conceder à Comunidade de Estados Independentes um status de observador junto ao CSTO. Ele também anunciou uma série de exercícios militares no final do ano.

“Uma série de exercícios conjuntos de nossa organização no Cazaquistão, Quirguistão e Tajiquistão está planejada para este outono. Tenho certeza de que esses eventos servirão para aumentar a prontidão de combate e o nível de coordenação das estruturas militares de nossos estados e, em geral, o potencial de manutenção da paz da CSTO”, disse o líder russo.

Em seguida, os chefes de Estado continuaram a reunião a portas fechadas. Além disso, adotaram vários documentos conjuntos, incluindo uma declaração do Conselho de Segurança Coletiva da organização.


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.