Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Autoritarismo

Direita manda polícia reprimir protestos nas rodovias

Após decisão antidemocrática de Alexandre de Moraes, governadores estão convocando as polícias militares para atacar os protestos bolsonaristas


Após o resultado do segundo turno das eleições gerais deste ano, que definiu Lula como o novo presidente do Brasil, pequenas manifestações bolsonaristas surgiram em algumas regiões do País.

Os participantes, em sua maioria caminhoneiros, reivindicam, contra Lula, a realização de uma intervenção militar que coloque Bolsonaro na presidência novamente, afirmando que o pleito realizado no último final de semana foi uma farsa. Para tal, estão bloqueando rodovias com seus caminhões.

Frente a isso, o skinhead de toga Alexandre de Moraes, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou, na segunda-feira (31), que o governo adote “todas as medidas necessárias” para desobstruir os trechos ocupados pelos bolsonaristas.

Entretanto, averiguando que sua medida inicial não havia sido suficiente para dispersar os manifestantes, Moraes, nesta terça-feira (1°), decidiu, por meio do STF, que as polícias militares podem atuar da maneira que acharem necessário contra as obstruções.

“As polícias militares dos estados possuem plenas atribuições constitucionais e legais para atuar em face desses ilícitos, independentemente do lugar em que ocorram, seja em espaços públicos e rodovias federais, estaduais ou municipais”, colocou Moraes em sua decisão.

A intervenção da polícia para reprimir esses bloqueios é absurda, uma medida repressiva que ataca o direito do povo de livre manifestação. Tanto é que, segundo informações da Folha de S. Paulo, agentes da Polícia Rodoviária Federal estão utilizando spray de pimenta para dispersar as manifestações em Guarulhos.

Os manifestantes, apesar de defenderem uma reivindicação reacionária, não passam de um setor minoritário da população que está sendo manipulada em prol dos interesses dos empresários e políticos bolsonaristas para fazer a sua vontade. Mesmo assim, sua atuação é prejudicial à burguesia, como mostra a reação tanto da imprensa capitalista, quanto dos aliados de Bolsonaro nos estados, que estão enviando a PM para atacar as manifestações.

Romeu Zema (Novo), governador reeleito do estado de Minas Gerais, publicou em seu Instagram uma defesa da abertura imediata das vias, convocando o aparato repressivo sob o seu comando para reprimir as manifestações.

“Já solicitei às nossas Forças de Segurança que tomem as medidas necessárias para desobstruir qualquer via ou estrada que esteja interditada pelas manifestações. A eleição acabou e agora temos que assegurar o direito de todos de ir e vir, e também que as mercadorias cheguem onde for preciso (…). Vamos cumprir a lei”, disse o governador direitista.

Antes, é ainda mais uma situação em que Alexandre de Moraes, extrapolando completamente as suas atribuições constitucionais, abusa de seu poder, demonstrando ser um verdadeiro ditador. Afinal, as manifestações são miúdas, mas a sua repercussão na imprensa é imensa e procura pintar um quadro caótico. Tudo para, no final das contas, garantir ainda mais poder ao ministro do STF para que possa acabar com os direitos democráticos do povo.

Nesse sentido, é preciso ficar claro que Moraes não se preocupa em “defender a democracia”, muito menos defender a eleição de Lula. Sua atuação contra os bolsonaristas não passa de um jogo de cena que tenta caracterizá-lo como um democrata. Entretanto, cria-se um precedente para atacar, acima de tudo, a esquerda e a classe operária. Depois dos acontecimentos em questão, por que ele não poderia, por exemplo, reprimir uma greve que bloqueia determinada rodovia?

É o mesmo que ocorreu em relação à liberdade de expressão. Sob o pretexto de combate ao fascismo, Xandão rasgou a Constituição e promoveu uma verdadeira censura que, no final, se voltou contra a esquerda como demonstrou o caso do Partido da Causa Operária (PCO). O mesmo acontece agora, mas, dessa vez, em relação ao direito do povo de se manifestar.


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.