Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Eleições na Bahia

Com esse angu de Rui Costa, o que importa para o trabalhador?

Enquanto Lula é atacado por todos os lados, a direita do PT na Bahia, se encarrega de sabotar o partido e a campanha de Lula.


Nos últimos dias os baianos têm assistido a um amontoado de acontecimentos, que alguns poderiam chamar de novela. Mas, para chegar perto das péssimas produções globais a “presepada” para a escolha de um candidato ao governo do estado do Partido dos Trabalhadores, é exatamente isso. Uma mistura de xingamento com adjetivo cômico-trágico.

Para as pessoas normais a disputa pelo governo do Estado já estava mesmo definida muito antes de começarem os primeiros acenos públicos da marcha eleitoral, entre ACM Neto e o PT. No meio do caminho, final de 2021, todos ficaram sabendo do óbvio, Jaques Wagner seria o candidato a enfrentar os restos da oligarquia carlista.

Contudo nos últimos dias Wagner, Rui, Otto Alencar, João Leão e o cordão eleitoral que puxam protagonizam um circo, que acabou na indefinição, até o momento, de quem será o grande candidato a enfrentar o “grande” ACM.

Que poder?

Em primeiro lugar é preciso deixar claro que, apesar do protagonismo que os personagens citados aparentam ter, esse protagonismo é totalmente inexistente. Pois, para a população trabalhadora o que interessa é que o PT, de Lula, vai ter candidato para vencer Neto com a força de Lula. Esse é o essencial, óbvio para a população, pois com uma eleição de Lula, fica muito claro até para uma criança de 10 anos, que um governador do PT irá ajudar e até aprofundar determinadas medidas que um governo Lula faria. Um pensamento lógico e real.

Entretanto, como sempre, os gênios das urnas, da estratégia eleitoral, dos arranjos, das articulações, acham que não, que tanto faz. Que qualquer um, até uma pedra, inscrita na chapa abençoada pela hegemonia baiana reinará. Para os não habituados à linguagem da política de rapinagem burguesa, entenda hegemonia baiana por grupo político sustentado pelas oligarquias baianas que dá sustentação ao governo do PT.

E aqui está um dos aspectos que diz respeito à classe trabalhadora baiana. Wagner, nos últimos dias concedeu várias entrevistas à imprensa monopolista golpista e fez questão de dizer “que Lula que nada, aqui quem manda somos nós, aqui é o nosso terreiro”. Porém, eles não estavam ignorando uma “ordem do Lula” como quis fazer parecer a imprensa – fábrica de mentiras – eles deram um sonoro “foda-se” a organização partidária e, de certa forma, à base do partido, que formou consenso pela escolha por um candidato do partido de fato e não um arremedo ou alguém jogado pela janela – lembrando da eleição municipal de 2018.

A direita do PT é a direita

Mas, voltando à questão da “hegemonia baiana” o fato de governarem há muito tempo faz com que o grupo exale um ar de dominância, que se comprova nas urnas. Porém, esse “ar” como argumento eleitoral é mais volátil que o preço da gasolina da RLAM doada aos Xeiques árabes. E o motivo é muito simples, a política direitista aplicada em todo esse período e que se intensificou após o golpe de 2016, uma política repudiada por boa parte dos trabalhadores baianos e, pior, em praticamente nada se diferencia da política da direita baiana representada por ACM Neto. Privatizações, fechamento de escolas, falta de concursos públicos e a política de arrocho salarial, ataques às organizações sindicais, estímulo à repressão policial etc. Tudo que caracteriza a política da direita brasileira.

Outro aspecto que confirma a falta de popularidade e o desinteresse da população pelo bloco direitista da esquerda são as pesquisas eleitorais, ainda que saibamos que são manipuladas e não refletem completamente a vontade do eleitorado, deram uma ideia de que, sem o apoio de Lula, o candidato da direita do PT, no máximo se iguala a Neto. O que quer dizer que, quando começar a campanha eleitoral e toda a manipulação da imprensa e o dinheiro dos capitalistas falar mais alto, será a direita de verdade que se dará melhor, do que a direita vestida de vermelho. Até porque se é pra fazer uma política neoliberal, de ataque aos trabalhadores, de desinvestimentos é melhor a versão original do que a cópia.

O que de fato interessa para os trabalhadores

Com essa lambança toda, seja de propósito ou não, “até um cego consegue ver” que a candidatura do PT e o natural apoio de Lula está sendo sabotada. Estão estendendo o tapete vermelho para que os ratos da política burguesa baiana se alinhem com Neto e façam crescer uma candidatura que seria simples de derrotar, se assim Rui e Wagner quisessem. O que parece não ser o caso.

Mas o aspecto principal é que essa “brincadeira” está resultando numa sabotagem à candidatura do próprio Lula no Estado. De certa forma, seria irrelevante que o candidato não fosse uma figura proeminente da burocracia petista, pois o mais importante é a candidatura presidencial, que decide os rumos dos Estados, define os orçamentos etc. Digo isso porque um candidato que realmente possua laços com a classe trabalhadora pode mobilizar estes setores, em torno da campanha presidencial do Lula, que é o que dá realmente expectativa de melhorias das condições de vida para a população. Algo concreto para quem está sofrendo na pele com o produto do golpe.

Neste sentido, os trabalhadores organizados, os militantes de esquerda, não só os do PT, mas todos aqueles que defendem um governo dos trabalhadores, que reverta as privatizações, as reformas previdenciárias, trabalhistas, que traga trabalho e melhores salários, o que só pode vir através da candidatura do Lula, devem protestar, sair às ruas e exigir que a dupla direitista do PT e seu bloco político, aja no interesse da população pobre, dos trabalhadores e não em interesses próprios somente.

Gostou do artigo? Faça uma doação!


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.