Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Ainda dá tempo de assistir

Atenção: esta é a última semana do curso sobre o stalinismo!

Aulas são ministradas pelo companheiro Rui Costa Pimenta, presidente do PCO.


Entramos na reta final de um curso ao mesmo tempo amplo em relação ao período histórico abordado e profundo em relação à analise da luta de classes. Como bastante esclarecido na parte 1 do curso “O que foi o Stalinismo, uma análise marxista”, o stalinismo não apresenta uma ideologia, estratégia ou conjunto de ideias, mas expressa a política da burocracia que se apossou do controle do Estado soviético após a morte do principal líder da Revolução Russa, Lênin.

A parte 2 desse importante curso para entender o desenrolar da história do século XX teve como ponto de partida o final da Segunda Guerra Mundial e tem como ponto final a dissolução da União Soviética. A última aula acontece nessa terça (08/02). O tema da aula será “Notas sobre a história do PCB”. Se você ainda não tinha acompanhado o curso até aqui, ainda é possível acompanhar as aulas anteriores gravadas em até 6 meses e até assistir presencialmente, em São Paulo. Os inscritos que estiverem na capital paulista podem acompanhar as aulas ministradas pelo companheiro Rui Costa Pimenta no Centro Cultural Benjamin Péret (CCBP). A aula começam às 18h30.

Acesse aqui o curso “O que foi o Stalinismo, uma análise marxista – Parte 2”: https://universidademarxista.pco.org.br/courses/o-que-foi-o-stalinismo-parte-2/

A importância de uma análise marxista sobre o tema

Muito foi escrito e produzido sobre os principais personagens do século XX, porém, como não poderia deixar de ser, a burguesia impõe uma versão bastante manipulada sobre como se desenrolou a história recente da humanidade. O poder dos monopólios da comunicação é tamanho que a maioria da esquerda repete impensadamente uma série de falsificações históricas, o que leva vários setores a tirar conclusões equivocadas inclusive sobre o que ocorre no presente.

Um dos mitos amplamente divulgados pela burguesia diz respeito à Segunda Guerra Mundial e já foi abordado na primeira parte do curso. A aliança da União Soviética com os imperialismos norte-americano e inglês foi evocada recentemente para tentar justificar uma “aliança” da esquerda com a direita golpista para “combater” o governo Bolsonaro. Tudo o que ocorreu após os acordos de divisão da Europa entre os três países deveria servir como um alerta de que nada de tão positivo havia ocorrido, na parte 1 do curso sobre stalinismo é possível entender em detalhes como se deu essa aliança entre Stalin, Roosevelt e Churchill. E porque esse não é um exemplo a ser seguido no combate à extrema-direita.

Para além das fórmulas e esquemas que simplificam acontecimentos dinâmicos e contraditórios, como ocorre normalmente na história humana, a abordagem dos cursos da Universidade Marxista traz uma discussão em torno de fatos concretos e da atuação das diferentes classes sociais neles. Com isso, a versão da burguesia para os principais eventos do século XX simplesmente cai por terra e a política revolucionária mostra a sua atualidade nos dias de hoje.

Um aprofundamento sobre a história recente

A União Soviética foi dissolvida no começo dos anos de 1990, cerca de 30 anos atrás. Em termos de história humana é como se tivesse ocorrido há três semanas. Uma grande quantidade de conflitos atuais tem suas raízes no período abarcado pelo curso, como é o caso do Afeganistão, que veio a tona em 2021 com a expulsão das tropas imperialistas do país pelo Talibã. Para entender o que ocorreu num dos países mais atrasados do planeta e não sentir pena dos “democratas” do imperialismo é preciso conhecer um conflito que remete ao mundo da chamada “Guerra Fria”.

A atuação da burocracia stalinista é analisada em eventos como a Revolução Cubana, a Guerra do Vietnã, o Golpe de 1964 no Brasil, a Revolução Iraniana, entre outras revoluções, golpes e guerras que explicam muito do que temos que lidar no começo da terceira década do século XXI.

Aproveite a oportunidade!

Não perca a chance de acompanhar ao vivo a conclusão desse curso inédito e imprescindível para entender o mundo atual e intervir consequentemente nele. Acesse o site da Universidade Marxista e se inscreva na parte 2 do curso “O que foi o Stalinismo, uma análise marxista”.

Além da parte 1 do curso, na nossa plataforma de cursos você ainda pode conferir os cursos “A Revolução Chinesa”, “Democracia, Revolução e socialismo” e já se inscrever para o próximo curso da Universidade Marxista “Brasil: uma interpretação marxista de 500 Anos de história”.

https://universidademarxista.pco.org.br/


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.