Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Intervenção genocida

Sauditas pedem ajuda aos EUA para aumentaram opressão do Iêmen

Coalizão imperialista envia armas e dinheiro para a Arábia Saudita bombardear os houthis; Iêmen sofre maior crise humanitária do século, segundo a ONU

screenshot 2021 12 07 15.19.40

─ Sputnik News ─ O país saudita enfrenta guerra com o Iêmen há 14 anos. Sofrendo ataques por parte dos houthi semanalmente, Riad está preocupada e apela a aliados que ajudem a aumentar seu arsenal de interceptores.

Desgastada por ataques de drones e mísseis em seu território lançados semanalmente pelos rebeldes houthis baseados no Iêmen, a Arábia Saudita está ficando sem munição para se defender e está apelando urgentemente aos EUA e seus aliados do Golfo e da Europa para ajudarem no reabastecimento, de acordo com o The Wall Street Journal.

governo saudita está solicitando que os EUA forneçam mais centenas de interceptores Patriot fabricados pela Raytheon Technologies Corp. e também abordou aliados do Golfo, incluindo Catar e países europeus.

De acordo com a mídia, o Exército saudita consegue se defender da maioria das barragens com seu sistema de mísseis superfície-ar Patriot, mas seu arsenal de interceptores – mísseis usados ​​para derrubar armas aerotransportadas – está com pouquíssimas reservas.

Riad também fica vulnerável porque o sistema de mísseis Patriot é projetado para conter mísseis balísticos, não pequenos drones. As baterias Patriot não podem girar 360 graus, por exemplo, limitando sua eficácia.

O apelo do governo saudita testou o compromisso dos EUA com o Oriente Médio e, em particular, com o país saudita, uma vez que o governo Biden tentou reformular a relação em uma série de questões, incluindo direitos humanos.

Entretanto, em uma indicação de tensão, a visita planejada do secretário de Defesa, Lloyd Austin, a Riad em setembro foi subitamente cancelada. Mais tarde, ele disse a repórteres que o reino havia cancelado a visita por conta de problemas de agenda. No entanto, Austin voltou à região em novembro, mas não viajou para a Arábia Saudita.

Além disso, também em setembro, os EUA admitiram que estavam retirando parte do seu sistema antiaéreo avançado Patriot da região, conforme noticiado.

Ao mesmo tempo, o governo norte-americano mantém a posição de aliado do país saudita e diz que “está trabalhando em estreita colaboração com os sauditas e outros países parceiros para garantir que não haja lacunas na cobertura [diante dos ataques de drones]”, afirmou um alto funcionário do governo citado pela mídia.

De fato, é como se a administração de Joe Biden ficasse dividida: ao mesmo tempo que censura a Arábia Saudita no que diz respeito à violação dos direitos humanos, sofre pressão do lobby bélico norte-americano, já que o país saudita é o segundo maior comprador de armas estadunidenses.

Em novembro, o Departamento de Estado dos EUA aprovou e o Congresso foi notificado da venda de um sistema conhecido como sistema de mísseis ar-ar de médio alcance avançado, por cerca de US$ 650 milhões (R$ 3,6 bilhões). O governo saudita solicitou a compra de 280 mísseis e 596 lançadores de mísseis ferroviários para defender o reino contra tais ataques.

Segundo outro funcionário do governo saudita citado pelo jornal, o número de ataques contra o reino cresceu significativamente. Os drones atingiram o território saudita 29 vezes, junto a 11 ataques com mísseis balísticos em novembro, em outubro, foram 25 ataques de drones e dez de mísseis balísticos.

Timothy Lenderking, enviado especial dos EUA para o Iêmen, disse em um fórum na sexta-feira (4) que os houthis realizaram cerca de 375 ataques internacionais na Arábia Saudita em 2021.


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.