O Psol defende a si mesmo, não o povo

Compartilhar:
colunistas-rafaelRafael Dantas

A revista Época noticiou uma semana atrás que o Partido Socialismo e Liberdade (Psol) procurou o Supremo Tribunal Federal (STF) para pedir que fosse julgada uma ação que contesta a regra sobre os debates eleitorais.

A Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) foi proposta pelo Psol e pela Rede, de Marina Silva, contra a regra que impede que partidos com menos de dez deputados no Congresso Nacional participem dos debates eleitorais. A ministra Rosa Weber é a relatora da Ação e teria, segundo a reportagem, se comprometido a colocá-la em pauta nas próximas semanas.

Ainda segundo a revista, os deputados do Psol já conversaram com cinco dos 11 ministros do STF, e pretendem falar com todos, na tentativa de impedir que candidatos como Luiza Erundina (em São Paulo), Marcelo Freixo (no Rio) e Luciana Genro (Porto Alegre) fiquem de fora dos debates e percam tempo de exposição no horário eleitoral gratuito.

Como se vê, o esforço tem um objetivo claro: garantir o direito do Psol, que está totalmente adaptado à legislação antidemocrática que rege o processo eleitoral. Isto é, ao invés de lutar contra o regime político de conjunto, que é  uma verdadeira ditadura da burguesia e do imperialismo contra toda a população pobre e trabalhadora, o Psol luta para garantir o seu lugar ao Sol, por “condições mais favoráveis” para fazer o mesmo que os partidos burgueses.

Não será elegendo um prefeito ou um vereador que os problemas da população serão resolvidos, como quer dar entender o Psol, que repete nisso a política de colaboração de classes do PT. Com um agravante: como já denunciamos no passado, o Psol já nasceu como um partido pequeno-burguês, controlado por políticos profissionais (parlamentares), sem ligação com a classe operária, os sindicatos e movimentos populares e com um programa puramente demagógico.

Seu esforço para fazer um lobby parlamentar junto ao STF reforça esse aspecto: para o Psol, a grande “luta” é brigar por segundos a mais no horário eleitoral e para conseguir uma brecha para seus candidatos aparecerem nos debates nas emissoras golpistas. É o que realmente importa para um partido cuja existência depende da manutenção de seus parlamentares em seus cargos.

O Psol defende o seu direito, como partido burguês, de participar da “festa da democracia”. E o povo? Ora, o povo… O povo tem o direito de votar.

  Próximo artigo

STF sempre foi golpista

Leia mais

4 Comentários

  1. I just want to say I’m very new to blogging and site-building and certainly enjoyed this web-site. Most likely I’m likely to bookmark your site . You surely have fantastic article content. Bless you for sharing with us your web-site.

  2. HeyHowdyHi thereHeyaHey thereHiHello! I knowI realizeI understand this is kind ofsomewhatsort of off-topic buthowever I hadI needed to ask. Does running aoperating abuilding amanaging a well-established blogwebsite likesuch as yours take arequire a lot ofmassive amountlarge amount of work? I’mI am completely newbrand new to bloggingoperating a blogwriting a blogrunning a blog buthowever I do write in my diaryjournal dailyon a daily basiseverydayevery day. I’d like to start a blog so I canwill be able tocan easily share mymy ownmy personal experience and thoughtsviewsfeelings online. Please let me know if you have anyany kind of suggestionsideasrecommendations or tips for newbrand new aspiring bloggersblog owners. Appreciate itThankyou!

  3. Pretty nice post. I just stumbled upon your weblog and wanted to say that I have really enjoyed surfing around your blog posts. After all I will be subscribing to your rss feed and I hope you write again soon!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.