Nossa imprensa, nosso Partido

Compartilhar:

Há 37 anos, um grupo de militantes trotskistas rompidos com a Organização Socialista Internacionalista (OSI) publicaram o primeiro número do jornal Causa Operária.

Era àquela época apenas uma pequena publicação datilografada e reproduzida em umas poucas cópias em tamanho ofício, grampeadas.

Desde então, o jornal do nosso Partido passou por  diferentes fases, com regularidade, tiragem e tamanhos que variaram acompanhando os altos e baixos do próprio Partido e da situação política nacional, servindo sempre, no entanto, ao mesmo propósito: ser o andaime que permite a ligação e o trabalho coletivo entre os membros do Partido e a vanguarda da classe operária e da juventude revolucionária.

Não à toa, os militantes daquela que era o embrião do Partido que existe hoje, a Organização IV Internacional (OQI) tornaram-se conhecidos em toda parte como militantes da “Causa Operária“, dentro do PT, até sua expulsão no início dos anos 90.

Nessa mesma década, confrontados com a necessidade política de legalizar seu próprio Partido, fundaram um partido que, já àquela altura, não poderia ter outro nome: Partido da Causa Operária.

Desde 2003, quando Causa Operária ainda lutava para se consolidar como um semanário nacional, sem nunca ter deixado de ser operário e socialista, nosso Partido deu um passo decisivo para o futuro da sua imprensa: a criação de uma publicação diária na Internet. Nascia, dentro do Portal do PCO, o Diário Causa Operária Online, que permitiu um rápido crescimento do número de leitores e da influência do Partido, fortalecendo-o por meio do seu trabalho de agitação e propaganda.

Em 2007, apoiado na conquista de quase quatro anos de uma imprensa diária, com dezenas de milhares de acessos todos os meses na Internet, Causa Operária foi completamente reorganizado e passou a aparecer em sua versão impressa regularmente, todas as semanas, superando toda a instabilidade anterior.

Chegando à sua 923ª edição impressa semanalmente, Causa Operária atingiu uma nova marca: mais da metade de seus números (484!, para sermos exatos) foi publicada nos pouco mais de nove anos e meio, desde que passou a aparecer regularmente.

Atingimos os objetivos traçados no nosso último Congresso (o 7º): aumentamos a tiragem do jornal, apoiados na venda de seus exemplares pelos militantes do Partido, e conseguimos baixar o seu preço de capa, ampliando a venda do jornal em escala nacional.

Esse importante trabalho partidário, central para o desenvolvimento do próprio partido, vem se desenvolvendo de forma progressiva desde então. A agitação e a propaganda realizadas pelo partido nos diferentes meios conquistados para esse fim (o diário na Internet – que também se tornou uma importante plataforma para divulgar os cursos de formação política e teórica marxistas, palestras e plenárias do Partido –  o jornal impresso, a imprensa sindical de suas frentes de intervenção, folhetos, livros etc.) é o setor fundamental da atividade do Partido.

Uma tarefa central colocada para o próximo período, em que o Partido vem crescendo e se desenvolvendo, concentrando todas as suas forças na luta contra o golpe de Estado, é fortalecer a imprensa partidária, fazer com que ela chegue a mais pessoas, de Norte a Sul no País, e principalmente nas grandes concentrações operárias e bairros populares.

É nesse sentido que convocamos toda a militância a cerrar fileiras na defesa da imprensa operária, revolucionária e socialista realizando uma vigorosa campanha pelo “Dia da Imprensa Operária”, que se celebrará no próximo dia 13 de novembro.

Em torno dessa data deve estar a luta para levantar os fundos de que nossa imprensa precisa para continuar a crescer e se desenvolver; para reunir todos os interessados na luta contra o golpe (que não pode ser travada sem uma imprensa independente, pautada pelo interesse de classe dos trabalhadores) para uma importante discussão política sobre a necessidade de apoiar a imprensa que luta contra o golpe e para gozar da excelente música e animação do grupo latino-americano Raíces de América, cuja apresentação na noite do dia 13, após um dia intenso de atividades na Quadra dos Bancários em São Paulo, marcará a conclusão dessa importante etapa da campanha pela imprensa operária.

Os militantes do Partido da Causa Operária só podem se orgulhar de serem os únicos que realmente têm em mãos uma ferramenta indispensável como seu jornal na luta para construir um verdadeiro partido operário, revolucionário e socialista, de massas.

artigo Anterior

Militares decretam o AI-2: a perseguição política toma conta do regime

Próximo artigo

“Discurso”, por Jota Camelo

Leia mais

4 Comentários

  1. I simply want to mention I am very new to blogs and really enjoyed your blog. More than likely I’m likely to bookmark your blog post . You amazingly come with beneficial article content. Regards for revealing your web page.

  2. I have been browsing online more than 3 hours today, yet I never found any interesting article like yours. It is pretty worth enough for me. In my opinion, if all site owners and bloggers made good content as you did, the net will be a lot more useful than ever before.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.