Burquíni, secularismo ou perseguição religiosa?

Compartilhar:

perci

Perci Marrara

A pretexto da defesa do “secularismo da sociedade francesa” e dos diretos e interesses das mulheres, sete prefeituras da França decidiram proibir o chamado burquíni em praias e piscinas. A proibição do traje de banho muçulmano para mulheres que substitui o biquíni serviria para aliviar as “tensões inter-religiosas” que aumentaram no país no último período, particularmente após os atentados em Paris e Nice reivindicados pelo Estado Islâmico (Isis).

Prefeitos que vão do Partido Republicano ao Partido Socialista em Cannes, Mandelieu-la-Napoule, Villeneuve-Loubet, Sisco, Le Touquet, Leucate e Oye-Plagedizem dizem que é preciso impedir o avanço do extremismo religioso. O primeiro-ministro Manuel Valls apoiou a decisão a fim de “evitar alterar a ordem pública”. Segundo ele, o burquíni é “a tradução de um projeto político fundado na opressão da mulher”. “Diante dessas provocações, a República deve se defender”, enfatizou o premiê, que é do Partido Socialista Francês.

Na França já está em vigor uma lei nacional que proíbe a burca e o véu islâmico em qualquer espaço público – peça que cobre integralmente o corpo, incluindo o rosto.

Em entrevista ao jornal local La Provence, o premiê disse que o uso do burquíni “não é compatível com os valores da França”. O mesmo Valls votou a favor da proibição da burca e do niqab, em 2010, durante o governo do ex-presidente de direita Nicolas Sarkozy, que estabelece multa de até 150 euros. Com a nova lei das cidades litorâneas pelo menos três mulheres já foram multadas em 38 euros.

Essa não é uma iniciativa que tem qualquer relação com a separação da religião, com neutralidade religiosa ou com a luta pelo fim da opressão da mulher. É, na verdade, mais um instrumento da perseguição contra os muçulmanos.

É mais um caso de utilização da luta das mulheres para manipulação a fim de realizar uma política repressiva e de controle por parte do Estado, que, nesse caso, tem como alvo uma população específica, que foi transformada em suspeita e criminosa por sua religião.

artigo Anterior

OEA quer Maduro fora o mais rápido possível

Próximo artigo

A extensão do golpe

Leia mais

16 Comentários

  1. After examine a number of of the blog posts on your web site now, and I truly like your means of blogging. I bookmarked it to my bookmark web site record and will likely be checking again soon. Pls check out my website as well and let me know what you think.

  2. I not to mention my friends have been reading the excellent helpful hints from your web blog while unexpectedly I got a terrible suspicion I had not expressed respect to the web site owner for them. My men came for that reason warmed to see all of them and already have sincerely been using these things. Appreciation for simply being very kind as well as for using these kinds of good useful guides most people are really needing to understand about. My very own honest apologies for not expressing appreciation to earlier.

  3. My husband and i have been so glad that Albert could conclude his inquiry while using the ideas he was given out of the site. It is now and again perplexing to just be giving out solutions which often the rest might have been selling. We really remember we’ve got the blog owner to be grateful to because of that. These explanations you’ve made, the easy web site menu, the friendships you will aid to foster – it is most remarkable, and it’s really helping our son and us feel that this situation is enjoyable, which is certainly exceedingly mandatory. Thank you for all!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.