Depois de pressão, Doria demite fiscal do lixo herdeiro de dono de empresa de limpeza

Compartilhar:
Depois de pressão Doria demite fiscal do lixo herdeiro de dono de empresa de limpeza

Primeiro o prefeito golpista João Doria (PSDB) colocou Alexis Beghini para fiscalizar a varrição na área central da cidade de São Paulo. Depois, foi denunciado que o tal “fiscal” é filho de José Alexis de Carvalho, executivo de uma empresa que tem contrato com a prefeitura para prestar serviços de coleta de lixo na cidade.

E agora Doria, ao ser denunciado o favorecimento, demitiu o engenheiro Alexis Beghini no último sábado, dia 11, da Coordenadoria de Projetos e Obras da Prefeitura Regional da Sé.
A Prefeitura publicou uma nota dizendo que “a decisão foi tomada pelo prefeito com o objetivo de reforçar o compromisso com a lisura nos processos de fiscalização dos trabalhos de varrição”.
É óbvio que a exoneração do filho do dono da empresa de limpeza é “nenhum compromisso com a lisura”, é pura e simplesmente demagogia do prefeito que no atual momento está com baixíssima popularidade, e a denúncia não é conveniente.
O atual contrato de varrição vence em dezembro e a Prefeitura já abriu um processo de licitação, mas o Tribunal de Contas do Município (TCM) não autorizou e cancelou o processo. A verba destinada é uma fortuna de R$ 90 milhões. O TCM quer outro modelo de licitação. Se ela não for feita, deverá ocorrer um contrato emergencial, o que vai acarretar mais gastos.
artigo Anterior

Turismóloga é arbitrariamente exonerada após denunciar assédio de Secretário de Turismo no AM

Próximo artigo

O racismo da imprensa golpista demonstrado por William Waack

Leia mais

Deixe uma resposta