Extrema-direita europeia treina milícias fascistas

Compartilhar:
Extrema-direita europeia treina milícias fascistas 1

Grupos de extrema-direita da Europa estão organizando acampamentos militares para o treinamento de jovens direitistas. A revelação foi feita por dois repórteres britânicos da ITV, que se infiltraram e inclusive filmaram as atividades dos fascistas.

Os jovens, que se autodeclaram patriotas, treinam uniformizados, são instruídos em combate corpo-a-corpo e ainda aprendem a usar sprays de pimenta e outras armas para lutar contra uma suposta “islamização” dos países europeus.

O grupo denunciado pelos jornalistas se chama Generation Identity (GI) e, apesar de ter sido originado na França, o movimento já possui militantes por toda a Europa. Oficialmente, eles negam serem extremistas e dizem defender os povos europeus “originais”, além de acreditarem na teoria de que os brancos estão se tornando uma minoria, em uma aparente conspiração mundial que só eles veem.

Outros grupos neonazistas e de extrema-direita têm se juntado para ações similares de treinamento e violência contra imigrantes, homossexuais e ativistas de esquerda por toda Europa e Estados Unidos. Os fascistas chegaram ao ponto de comprar um barco, via financiamento coletivo, para atrapalhar o resgate de refugiados no Mar Mediterrâneo.

É preciso apontar que o crescimento desses movimentos violentos de extrema-direita, em sua esmagadora maioria formados por jovens brancos de classe-média, é um dos sintomas do apodrecimento do regime capitalista nos países imperialistas. Com a crise do sistema cada vez mais aguda, a tendência de polarização é cada vez maior, o que abre espaço, também, para movimentos opostos, de esquerda, que possam combater frontalmente as ações dos fascistas.

artigo Anterior

Soldado do Exército é perseguido e desligado após se assumir umbandista

Próximo artigo

11 de novembro, dia em que os golpistas acertaram seu principal alvo

Leia mais

Deixe uma resposta