Comissão consolida ataque às mulheres com aprovação do fim do aborto

Compartilhar:
Comissão golpista consolida ataque as mulheres com aprovação do fim do aborto

Está mais que escancarado o forte ataque da direita contra as mulheres, como a muito já havíamos noticiado. Foi aberta comissão pelos golpistas para implementarem o maior ataque à população feminina: a criminalização do direito ao aborto. Com o avanço da bancada da bíblia dentro do congresso, a disseminação da política mais moralista e retrógrada tem se espalhado e atingido os direitos mais básicos da mulher.

Feita a votação da comissão, por 18 votos a 1 o projeto de lei foi aprovado. O mesmo que foi criado pela direita fascista, visa tornar crime a prática do aborto mesmo em casos de estupro e até quando a gravidez oferece risco para a vida da mulher. Se antes já havia grande dificuldades para a realização do procedimento amparada pelo Estado, agora, mais do que nunca, se instala um longo período de retirada de direitos, principalmente para os setores mais oprimidos, como o caso das mulheres.

Tal investida da direita é mais uma das consequências do golpe de Estado, ele que vem por meio dos que o orquestraram, para atacar toda a classe dos já oprimidos e explorados. Dentro desse panorama, as mulheres são as que mais sofrem com esse avanço, com a aprovação do fim do aborto, o número já exorbitante de um milhão de mulheres que morrem com a realização de abortos clandestinos tende a dobrar. É a saúde pública que está em jogo, a prática do aborto nada mais é do que uma questão de saúde pública para a mulher, e não é nenhum projeto obscurantista como esse que vai resolve-lo.

A luta contra o golpe é o meio mais lúcido no momento, para que se anule todas as medidas tomadas pelos golpistas que usurparam o poder. Somente uma ampla mobilização da população pode derrubar o golpe de Estado dado, essa é uma questão sofrida pelas mulheres na prática e assim deve ser combatida: no aprofundamento da mobilização contra o golpe de Estado, na criação de comitês de mulheres contra o golpe, contra a direita.

artigo Anterior

Reunião do alto comando: militares reconhecem “caos”; esquerda precisa reconhecer ameaça de golpe militar

Próximo artigo

“Reestruturação” é para liquidar com o Banco do Brasil e as Estatais

Leia mais

Deixe uma resposta