Atingidos pela Samarco ocupam linha de trem da Vale

Compartilhar:
Atingidos pela Samarco ocupam linha de trem da Vale

Cerca de 200 pessoas que foram atingidas pela Samarco, em Governador Valadares, trancaram linha de trem da Vale na manhã desta quarta-feira (08), no entroncamento da Rua Moacir Paleta com Rua Vinte e Cinco (Ilda Damasceno), no bairro Cardo.

Depois de dois anos do acidente ambiental, que matou dezenove pessoas, destruiu distritos e despejou rejeito de minério no rio Doce e matou 14 toneladas de peixes, ninguém foi punido e grande partes das famílias que foram atingidas não foram indenizadas por suas perdas.

Todo este descaso, com as vitimas do acidente revela a parcialidade da justiça, em tempos que os juízes foram transformados em pop star.

Depois do golpe, as ações das mineradoras se intensificaram, no sentido de roubar os recursos de nosso país, a privatização de áreas de exploração mineral em varias regiões do país, a venda das reservas do pré-sal, enfim, uma espoliação do povo.

O golpe é permissivo para impunidade dos ricos e punição dos pobres, pois no caso da Samarco, o punido foi a população que perdeu tudo e alguns a própria a vida. Todo apoio aos movimentos de luta que defendem os atingidos da Samarco.

artigo Anterior

Dieese: privatização acaba com empregos e com o desenvolvimento

Próximo artigo

A repressão aos “pancadões” nas periferias de SP

Leia mais

Deixe uma resposta