Secretária de Temer é exonerada após críticas às mudanças na lei Maria da Penha

Compartilhar:
Secretária de Temer é exonerada após críticas às mudanças na lei Maria da Penha e ao trabalho escravo

A secretária de direitos humanos do governo Temer, Flávia Piovesan, fez críticas às mudanças feitas na lei Maria da Penha e a fiscalização do trabalho escravo, o que logo gerou repercussão depois das declarações feitas por ela.

O mais curioso é que logo depois de ter se posicionado dessa forma, a secretária foi exonerada pelo golpista ministro da casa civil, Eliseu Padilha (PMDB), o que não é mera coincidência. Quando se trata da direita nunca é coincidência.

Isso demonstra o caráter da direita que censura qualquer emissão de opinião que não corresponda à sua política golpista. Percebe-se pela imprensa burguesa que a exoneração já era algo visado e preparado e que as afirmações feitas pela secretária era o que os golpistas precisavam usar como justificativa de sua perseguição política.

Esse é o papel da direita: censurar. A direita afirma que Flávia era “fã” de Dilma, não é surpresa ver essas alegações feitas pela imprensa golpista, como foi dito pelo site direitista ligado à Globo, O Antagonista. Os golpistas estão numa grande ofensiva, é preciso somente parar e observar, nada dito pela secretária foi de muito peso, mas a reação da direita foi imediata quanto a isso, e é dessa forma que essa ofensiva se opera.

artigo Anterior

Grossomodo

Próximo artigo

Professores têm tempo de serviço contado errado

Leia mais

Deixe uma resposta