Em Pernambuco, a direita sentiu o que é a reação da esquerda

Compartilhar:
É assim que se faz: estudantes e comitê de luta contra o golpe expulsam fascistas da UFPE

Na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), um grupo de apoiadores do auto-intitulado filósofo Olavo de Carvalho prepararam uma sessão de cinema-debate da autobiografia do guru da extrema-direita na última sexta-feira, dia 27 de outubro.

Logo que souberam da atividade, os militantes do comitê de luta contra o golpe de Pernambuco decidiram organizar uma atividade paralela, próxima à atividade da direita, transmitindo um filme sobre a ditadura militar “Porque Lutamos! Resistência ao golpe militar”.

A direita não contava com a iniciativa e a adesão dos estudantes à convocação da atividade. Com medo, os direitistas tomaram a providência tradicional desses grupos: contrataram alguns brucutus, skinheads neonazistas, amantes de bolsonaro para intimidar os ativistas da esquerda. Alguns deles estavam com cassetetes.

Os dois filmes foram exibidos, mas ao final da atividade, os militantes da esquerda se organizaram para botar para correr os fascistas. Houve confronto.

Não houve não uma consequência grave, apenas uma pessoa de cada lado acabou se ferindo levemente, mas o mais importante do resultado da ação do comitê é político.

Ao mostrar que existe uma reação organizada contra os fascistas, os militantes do Comitê colocaram a direita no seu devido lugar. O maior problema, em tempos de ofensiva da direita, é a justamente a falta de reação da esquerda, que abaixa a cabeça diante das intimidações dos direitistas, que são impulsionados pelas instituições, pela polícia, pelo Judiciário, em suma, pelo aparato estatal dominado pelos capitalistas.

A direita é uma minoria dentro da sociedade que só consegue se impor por meio da força bruta e utilizando os recursos dos grandes aparatos capitalistas. Além de todos os que citamos acima, há ainda a imprensa. Com o golpe, a direita não apenas se sente à vontade para ir para a ofensiva como também é criado um movimento artificial como se houvesse uma adesão de massas.

A ação em Pernambuco mostrou como agir diante da direita. É preciso enfrentar à altura.

artigo Anterior

Protesto contra Doria: “ração gera reação”

Próximo artigo

Polícia prende camelô pelo crime de estar trabalhando

Leia mais

Deixe uma resposta