A esquerda está vivendo fora da realidade

Compartilhar:

Enquanto o país afunda nas mãos dos golpistas, a esquerda pequeno-burguesa delira em construir uma realidade cor de rosa: “como seria o país do seu sonho?” Eis aí a política fantasiosa, tudo isso virtualmente em uma plataforma chamada “Vamos”.

Os mesmos setores que se iludem com o “Vamos” atacaram a luta política contra o golpe por meio da anulação do impeachment de Dilma Rousseff, chamando-a de estreita na assembleia dos professores do Estado de São Paulo, realizada por seu sindicato (APEOESP).

Assim, buscando vender ilusões, esta esquerda busca “construir” uma realidade alternativa, fora do golpe de Estado, fora dos ataques da direita fascista. A questão que está colocada pelo golpe é sobre a demolição total de todos os direitos, um partido sério deveria ir à população e ampliar ainda mais esta denúncia.

A ditadura militar não atacou tanto a classe operária quanto os atuais golpistas, por isso estamos no maior confronto que a classe operária brasileira já enfrentou. A busca por um modelo ideal, neste sentido, é um delírio no meio da guerra que se arma contra toda a população e em particular contra a esquerda.

A postura irracional do “Vamos” se apoia em um objetivo explícito de construir uma plataforma para as eleições de 2018, colocando a centralidade da ação desta esquerda na disputa eleitoral, no carreirismo. Caso haja eleições, este movimento não servirá nem mesmo para uma atuação parlamentar medíocre, pois a única possibilidade concreta em uma provável eleição é Lula.

Como estes agrupamentos não defendem nem mesmo Lula diante de sua prisão, qualquer possibilidade política se torna impossível no ponto de vista eleitoral.

O “Vamos” não apresenta nem mesmo uma possibilidade eleitoral e tão pouco se esforça em evitar o total domínio da direita no processo eleitoral com a prisão de Lula. Entenda melhor este problema neste link.

O vídeo que você irá assistir faz parte de um programa realizado pelos canais de televisão da internet Causa Operária TV no Facebook e Youtube. Todos os sábados, às 11:30, iniciam-se as transmissões da Análise Política da Semana, realizada por Rui Costa Pimenta, presidente do Partido da Causa Operária (PCO).

No próximo sábado, 23 de setembro de 2017, o tema central da Análise Política da Semana será a intervenção militar. Tal tema é muito importante no atual momento de crise em que os militares parecem estar construindo uma alternativa para a transição do sistema político em crise.

Não deixe de participar e mandar sua pergunta online nos chats das transmissões. Lembre-se de nos ajudar na expansão de nossa política compartilhando o vídeo e convidando os amigos para assistir. Em São Paulo há um auditório aberto ao público para participar da atividade, na Rua Serranos, nº 90, Saúde – São Paulo.

 

artigo Anterior

Venezuela: resistência ao golpe de 2002 permanece na memória do povo

Próximo artigo

O que a imprensa capitalista está dizendo sobre o golpe militar

Leia mais

Deixe uma resposta