Incêndio destrói 60% da Aldeia Tadarimana em MT e índios abandonam reserva

Compartilhar:

Um incêndio que durou dez dias na reserva Tadarimana, da etnia Bororo, na região de Rodonópolis , à 218 Km de Cuiabá, destruiu a vegetação local, matou muitos animais e ocasionou diversos problemas de saúde aos indígenas, obrigando parte deles a deixarem suas aldeias. Apesar de não ter mais fogo no local, ainda é difícil respirar na área devido a fumaça densa. Nessa área, vivem 604 índios bororos, de acordo com a Fundação Nacional do Índio (Funai).

Os focos de incêndio apareceram em diversos locas diferentes, o que fizera o fogo se alastrar rapidamente e dificultou seu combate, depois o vento levou o fogo para a Aldeia Central e a Aldeia Poboré; que da indícios de ter sido provocado propositalmente e de forma criminosa.

O incêndio destruiu as frutas e as ervas medicinais da reserva, além de ter matado vários animais; a destruição de aproximadamente 60% da Reserva.

A Reserva tem 9.875 hectares e é dividida em cinco aldeias: Poboré, Pobojari, Praião, Jurique e a Central. Para esta última se dirigiram os indígenas que precisaram de atendimento médico, uma vez que é onde fica o Posto de Saúde da Família (PSF) da reserva.

As crianças são as que mais sofreram com o incêndio , por causa da fumaça do local, sofreram com problemas de respiração e tiveram que abandonar seus estudos  nas escolas da reserva.

Com o Golpe de Estado , os ataques aos indígenas aumentou drasticamente em pouco mais de um ano os latifundiários estão à vontade no campo, matando os indígenas, sem-terras, pequenos agricultores e se apropriando das reservas, sem o menor receio; a política do Golpe fora aplicada para beneficiar a elite agrária e fortificar  monopólio destes perante a terra e as riquezas do Campo.

artigo Anterior

Correios ignora o excesso de doenças ocupacionais do Atendimento ao Cliente

Próximo artigo

Frase

Leia mais

Deixe uma resposta