É hora de ir a Curitiba impedir a prisão de Lula

Compartilhar:

O ex-presidente Lula foi intimado a depor em Curitiba perante o golpista Sergio Moro, o Mussolini de Maringá, neste dia 13 de setembro. Os golpistas querem prende-lo e o depoimento pode ser o momento oportuno. Esta é uma medida fundamental para o golpe, que unifica os setores divergentes da burguesia golpista, e por isso fizeram uma enorme campanha contra o ex-presidente nas vésperas de seu depoimento.  A prisão de Lula é central na situação política, ela levará a uma etapa superior do golpe de Estado, a uma vitória dos golpistas contra o povo. Por isso é hora de impedir a prisão de Lula e retomar a luta intransigente contra o golpe para derrotar os golpistas.

A delação de Antonio Palocci, a denúncia de Rodrigo Janot ao STF, para incriminar Lula como “chefe de uma organização criminosa”, o lançamento do filme da operação golpista Lava Jato, o ataque constante da imprensa capitalista na última semana se relacionam diretamente com este evento do dia 13 de setembro. É parte da luta política e ideológica da burguesia contra a população trabalhadora do país para impor-lhe uma derrota. Fica claro que há uma tendência real de que a burguesia prepara uma armadilha para o ex-presidente, fica claro que a burguesia tem a intenção de prendê-lo, e se for possível, no dia 13 de setembro.

Naturalmente que os golpistas analisam a situação política e o nível de organização e mobilização dos trabalhadores. Neste momento o movimento de luta contra o golpe entrou em seu período de maior baixa, de dispersão e mesmo de paralisia, os golpistas querem aproveitar o momento para impor uma maior derrota às organizações operárias e populares, a classe operária e o conjunto dos explorados, a toda a esquerda nacional, que encamparam a luta contra o golpe.

Para os golpistas, a prisão de Lula será um gigantesco passo para o desenvolvimento do golpe de Estado, é uma medida que permite sair do impasse que se encontra o regime político devido à luta política interna da burguesia. Se Lula for preso a burguesia golpista passará imediatamente a um ataque generalizado em um nível superior às condições de vida de toda a população. A sua prisão também fortalecerá a ala direta do regime, a burguesia diretamente ligada ao imperialismo, pois as burguesia golpista local, as oligarquias regionais não serão capazes de deter a sanha do imperialismo mundial, que quer destruir o país, só as massas podem fazer frente ao poder do imperialismo.

A defesa de Lula dos ataques dos golpistas, neste momento, significa a defesa dos trabalhadores, da população pobre, da maioria esmagadora da população, bem como da economia nacional; das riquezas do país dos abutres capitalistas que querem impor uma política de terra arrasada, esmagar a população entregar o país para capital estrangeiro, e jogar a população em uma condição de miséria.

Para tanto é preciso acabar com a oposição popular, mesmo que moderada. O apoio a política de Lula das organizações operárias e populares; das massas é justamente a expressão do rechaço da população a este crime da burguesia. A política do ex-presidente é o polo que aparece para as as massas como sendo o mais  viável para  lutar contra o golpe e tendem a se agrupar aí. A burguesia quer eliminar esta perspectiva. Por conseguinte declaram “delenda” Lula, destruir Lula, para com isso acabar com o polo de agrupamento das massas, para desacreditá-la, desorganiza-la e atacar brutalmente.

Neste 13 de setembro, todos a Curitiba impedir a prisão de Lula e o desenvolvimento do golpe, contra a farsa da operação golpista da Lava Jato, contra as arbitrariedades de Moro, contra o golpe e suas medidas. É o momento para retomar a lula contra o golpe de Estado, num amplo movimento para derrotar os golpistas.

Inscreva-se para as caravanas aqui.

Ou entre em contato com o PCO:

pelo email: pco.sorg@gmail.com

telefone fixo: (11) 2276-2548

TIM: (11) 98589-7537

Vivo: (11) 96388-6198

Claro: (11) 97077-2322

Oi: (11) 93143-4534

Whatsapp: (11) 98427-2256

artigo Anterior

Símbolo de soberania, Casa da Moeda será privatizada

Próximo artigo

Correios ignora o excesso de doenças ocupacionais do Atendimento ao Cliente

Leia mais

Deixe uma resposta