Um filme-farsa para uma operação-farsa

Compartilhar:

Nesse dia 7 de setembro estreou nos cinemas o filme-propaganda da operação Lava Jato. Com o sugestivo nome “Lava Jato – a lei é para todos”, o filme recebeu um financiamento milionário de fontes “misteriosas” e grande destaque da imprensa golpista, interessada em aprofundar a campanha contra Lula e o PT, principalmente.

Os primeiros números e o próprio silêncio da imprensa golpista indicam que o filme tem tudo para ser um grande fracasso. Diante desse fato, os próprios jornais capitalistas começaram uma campanha para justificar o potencial fracasso, chegando inclusive a indicar notas ruins para o filme.

Independente das considerações técnicas que se possa levantar sobre o filme, tema no qual não tocaremos nesse artigo, uma coisa está certa. O filme deve fazer jus à própria história da operação: um filme farsa para uma operação farsa.

Para contar a história da Lava Jato, exaltando sua política, é necessário acompanhar a farsa. A operação golpista é baseada no combate à corrupção, ou seja, o pretexto para perseguir os inimigos políticos do regime. Grosso modo, uma operação para destruir a esquerda, utilizando o aparato policial e Judiciário, e dar o poder para a direita pró-imperialista. Uma operação política travestida de operação jurídica.

O que dizer ainda de Sérgio Moro, carinhosamente apelidado de Mussolini de Maringá? Um típico Juiz, conservador, inimigo do povo, mas que a imprensa procura apresentar como uma espécie de super herói. Talvez Moro seja a personificação da farsa da Lava Jato, melhor dizendo, Moro é o canastrão da luta contra a corrupção, só convence mesmo as madames e mauricinhos de classe média, sem muitas luzes na cabeça, convencidos pela Veja, pelo jornal Nacional e as novelas da rede Globo. O ator escolhido para interpretar o canastrão da operação Lava Jato foi Marcelo Serrado, um ator de novela que muito provavelmente também deve fazer jus ao seu personagem.

Agora resta ver o filme – muitos vão preferir não fazer isso – para saber se tudo pode ser ainda pior.

artigo Anterior

Município de Jales (SP) adere ao Mutirão de Assinaturas Contra o Golpe

Próximo artigo

Comitê de luta contra o golpe de Alagoas faz mutirão pela anulação do impeachment

Leia mais

Deixe uma resposta