Estudantes ocupam universidade no Pará

Compartilhar:

Neste dia 17/08, os estudantes da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (UNIFESSPA) ocuparam o campus de Marabá contra do desmonte das universidades públicas realizados pelo governo golpista, principalmente nas políticas de permanência estudantil e cortes drásticos no orçamento.

A ocupação do campus realizada pela juventude ligada ao Movimento dos Trabalhadores Sem-Terra e do Movimento dos Atingidos por Barragens, faz parte da Jornada de Lutas da Juventude Brasileira, convocada pela UNE, em defesa da educação pública, gratuita e de qualidade.

As ocupações e as lutas contra o sucateamento das universidades e a destruição do ensino público estão na ordem do dia. Isso porque, para a próxima etapa, as universidades e a educação estão na mira dos golpistas.

O governo já cortou os recursos dos orçamentos, deixando as universidades à mingua, e um bom exemplo é o que está acontecendo com Universidade Estadual do Rio de Janeiro, que está praticamente fechada e falida. Estudantes em condições precárias, funcionários sem salários e completa falta de recursos para a pesquisa paralisaram a universidade.

Nesse momento só há uma forma de impedir a total destruição e privatização das universidades públicas, e de toda a educação do país: lutar e derrotar o golpe. Não há outra forma, seja ela parlamentar ou de convivência com os golpistas.

Seguir o exemplo da ocupação da UNIFESSPA e ocupar as universidades e escolas contra os golpistas.

artigo Anterior

2018 promete novas siglas para a mesma política rasteira

Próximo artigo

Coxão e Coxinha

Leia mais

Deixe uma resposta