Golpistas anti-povo: maior corte da história do Bolsa Família

Compartilhar:

No último mês de julho, os golpistas no governo fizeram o maior corte da história do programa Bolsa família, desde o lançamento em 2003. Foi cortada a ajuda dada para 543 mil famílias. Segundo informação do governo, entre as pessoas que não receberam o repasse do programa, há suspensões para avaliação de dados e cancelamentos propriamente ditos, apesar de não informar a quantidade exata. Não houve, no entanto, nenhuma notificação prévia de corte ou suspensão.

No último mês, 12.740.640 famílias receberam a Bolsa. Em relação ao mesmo mês, é o menor número de famílias beneficiadas desde julho de 2010. O programa registrou um aumento do número de famílias cadastradas até 2014 e a partir de então a tendência geral é de queda.

Os cortes não são por falta de necessidade. Devido à crise, tem aumentado o número de famílias procurando programas sociais como a Bolsa Família e também tem aumentado a quantidade de famílias que dependem exclusivamente desses programas. O número de núcleos familiares que deixaram de receber em julho é próximo ao número de famílias que aguardam na fila de espera pelo direito ao programa criado pelo governo petista.

Procurando fugir da culpa, o Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário afirmou que a culpa seria da política econômica do governo de Dilma Rousseff. “A condução desastrosa da política econômica brasileira e a irresponsabilidade fiscal do governo Dilma Rousseff (PT)” seria a responsável pelos cortes nos programas sociais.

A presidente derrubada por um golpe, no entanto, respondeu à acusação. “Quando deixamos o governo, devido ao golpe do impeachment fraudulento, havia 13,9 milhões de famílias recebendo o benefício do Bolsa Família ao custo de R$ 27 bilhões. Hoje, são beneficiados 12,7 milhões de famílias. Uma queda de 1,2 milhão de famílias”, comentou Dilma Rousseff sobre o corte para o portal Uol. “É estarrecedor que num período de crise ocorra corte em programas sociais. O Palácio do Planalto fez a opção pelos mais ricos”.

Os cortes do Bolsa Família são parte da própria política da direita golpista. O objetivo deles é acabar com toda a política social, colocando toda verba do governo federal a disposição dos bancos e dos especuladores financeiros.

artigo Anterior

Fome e Miséria: esse é o plano dos golpistas para a população

Próximo artigo

Um brinde à tortura

Leia mais

Deixe uma resposta