Escola de Marília fechará noturno

Compartilhar:

Na cidade de Marília, interior de São Paulo,a Escola Estadual José Alfredo de Almeida, funciona os três períodos, porém o noturno no momento contam com três salas e os alunos foram avisados que fechará no ano 2018.

No ano de 2015, a escola seria alvo da “reorganização” de Alckmin e foi ocupada pela comunidade escolar porque fecharia o noturno e somente teria o ensino médio manhã e tarde. A comunidade escolar e a greve dos professores que evitou a “reorganização” agora sofre um novo ataque.

Durante as férias e recesso escolar, foi fechado uma sala do período da tarde, o 6ºC, onde diversos professores perderam aula, logo que iniciou-se as aulas, os alunos do noturno foram notificados que o noturno seria fechado no próximo ano, fizeram um documento e pediram pros alunos assinarem.

Os professores,alunos e comunidade precisam repetir a experiência do ano de 2015, onde se uniram e barraram a famigerada “reorganização.

É preciso reivindicar que o Sindicato convque – imediatamente –  uma assembleia massiva, para deflagrar uma grande mobilização, incluindo uma greve por tempo indeterminado e a ocupação das escolas contra o fechamento de salas e períodos.

artigo Anterior

Desmonte na área de tecnologia do BB para terceirização total

Próximo artigo

Justiça obriga fim da greve dos professores municipais de São Luís

Leia mais

Deixe uma resposta