Ataque aos povos indígenas se intensifica com o golpe de Estado

Compartilhar:

No dia 9 de Agosto de 2017, a Organização das Nações Unidas (ONU) apresentou relatório em que denuncia a situação degradante dos povos indígenas. São apenas 5% da população mundial, tendo seus direitos desrespeitados em todo o mundo. O relatório também aponta a omissão e cumplicidade de diversos Estados, inclusive o Brasil, com relação a este segmento da população.

No atual momento, o movimento indígena brasileiro encontra-se em situação difícil: os golpistas estão limitando o direito ao acesso às demarcações para roubar ainda mais terra dos índios. A Advocacia-Geral da União publicou parecer estabelecendo o direito à demarcação da terra apenas aos povos originários que já estavam nas áreas reivindicadas em outubro de 1988 – data da promulgação da Constituição Federal.

Eliseu Guarani Kaiowá se pronunciou sobre o atual momento com as seguintes palavras: “Não tem como comemorar muito, mas todo o movimento indígena vai fazer algum protesto mesmo, de reivindicação de seus direitos.”

O ataque às demarcações de terras é mais um dos ataques dos golpistas para destruir o patrimônio público e entregar todos os recursos nacionais para o imperialismo, por isso a luta de toda a população, inclusive do povo indígena, passa pela derrota do golpe.

artigo Anterior

Pentágono ameaça começar uma guerra contra Coreia do Norte

Próximo artigo

Justiça obriga fim da greve dos professores municipais de São Luís

Leia mais

Deixe uma resposta