Warning: session_start(): Cannot send session cookie - headers already sent by (output started at /home/causaoperaria/www/wp-config.php:1) in /home/causaoperaria/www/wp-content/plugins/wpmu-dev-facebook/lib/external/facebook.php on line 60

Warning: session_start(): Cannot send session cache limiter - headers already sent (output started at /home/causaoperaria/www/wp-config.php:1) in /home/causaoperaria/www/wp-content/plugins/wpmu-dev-facebook/lib/external/facebook.php on line 60
Prefeitura de Santo André corta adicional de professores - Diário Causa Operária Online

Prefeitura de Santo André corta adicional de professores

Compartilhar:

A Secretária da Educação de Santo André, Dinah Zekcer e a sua secretária adjunta Cleide Bochixio, têm lançado mão do programa do prefeito Paulo Serra, do PSDB, de corte de gastos com o funcionalismo com muita maestria.

O governo municipal que há quatro meses sabotou a data base de todo funcionalismo andreense e até o momento não ofereceu nenhuma proposta de reajuste salarial aos servidores andreenses, agora ataca um dos principais pilares do estatuto do magistério local, que diz respeito ao adicional por formação a nível de pós graduação, que garante a cada funcionário com cursos de especialização, mestrado e doutorado acréscimo de 10% aos salários, para cada curso concluído.

Todos os anos, centenas de professores da rede municipal de ensino se matriculam em cursos de pós-graduação com a expectativa de melhorar sua formação profissional, assim como ser recompensado por isso, com um acréscimo salarial. No entanto, não é isso que vem ocorrendo nos últimos dois meses, centenas de servidores que entregaram seus diplomas no último período tiveram negados seus pedidos com as mais estapafúrdias desculpas.

Tal ataque tem por objetivo cortar gastos com o funcionalismo público andreense e para isso o retrógrado PSDB não mede esforços e mostra que a melhoria da qualificação profissional dos servidores públicos não será contemplada  no governo do coxinha Paulo Serra.

Os servidores, revoltados com a situação, já estão se organizando para lutar por seus direitos e pelos direitos dos educadores e da educação, com alguns, mesmo em período probatório, abrindo processos judiciais através do departamento jurídico do sindicato dos servidores públicos de Santo André, além de começarem uma campanha de denúncia em toda a rede escolar junto a seus pares denunciando a política de cortes de gastos e arrocho salarial do prefeito Paulo Serra.

artigo Anterior

Mobilizar contra a municipalização em Marilia

Próximo artigo

Juiz manda soltar policiais responsáveis pelo massacre de sem-terra em Pau d`Arco, Pará

Leia mais

Deixe uma resposta