Escravidão, um grande negócio

Compartilhar:
Depois de apoiar golpe, ONU se diz "preocupada" com escravidão no Brasil

Embora pouca gente saiba, a escravidão ainda existe e é bem mais lucrativa do que no período colonial. Estudo realizado pelo economista norte-americano Siddharth Kara, da Universidade de Harvard, demonstrou que a escravidão moderna gera lucros de 25 a 30 vezes mais do que no passado.

Rascunho automático 67

Conforme o pesquisador, atualmente um escravo gera US$ 3.978 (equivalentes a R$12.447) e se o mesmo for utilizado para fins sexuais este número aumenta para US$ 36 mil (equivalentes a R$112.651), quase dez vezes o valor de um escravo comum.

A pesquisa foi realizada em 51 países durante 15 anos e contou com a colaboração de mais de 5 mil entrevistados, retratando o quadro dos pelo menos 21 milhões de pessoas que se encontram na situação de escravos pelo mundo segundo a OIT (Organização Internacional do Trabalho).

Números estes que tendem a crescer com a crise do capital internacional que a cada dia precisa sufocar ainda mais os países mais pobres para suprir as “necessidades” do capital e a sustentar todo um sistema de controle e exploração que se torna cada vez mais insustentável.

artigo Anterior

Apesar do boicote e do choro dos golpistas, Constituinte venezuelana é soberana

Próximo artigo

10 de agosto de 1961 – Guerra do Vietnã: EUA usam agente laranja contra população vietnamita

Leia mais

Deixe uma resposta