Doria acusa a esquerda das ovadas que levou

Compartilhar:

O prefeito fascista de São Paulo, João Doria (PSDB), levou o tratamento que está merecendo em Salvador ao receber o título de cidadão soteropolitano, levou uma ovada na cabeça que veio de um protesto que estava acontecendo.

Mas o prefeito, que acorda sem-teto com água fria no inverno, que colocou fogo em barracos no centro da cidade e que ataca diariamente a esquerda e seus militantes, não gostou de ser recebido do jeito que merece.

Além do prefeito “ovado” não ter gostado do protesto justo, ainda acusou a esquerda, em especial a vereadora de Salvador, Aladice Souza do PCdoB, de ter organizado o protesto e as ovadas. A vereadora disse que apenas repassou a informação de que Doria teria uma “recepção” no WhatsApp, mas não tem responsabilidade das ovadas. E ainda disse que o que realmente mobilizou as pessoas foi a indignação pelo recebimento do título de cidadão soteropolitano por Doria.

A ovada em Doria mostra o repúdio do povo contra ele. Quem fez isso não foram os militantes de esquerda que o fascista gosta de chamar de “vagabundos”, foi o povo que se cansou dos ataques de Doria e decidiu retribuir, mesmo que em uma escala muito menor, e uma atitude como essa deve ser comemorada, porque é um começo.

O que prova que o povo odeia o Dória, é que quem deu a ovada foram cidadãos de outra cidade. Para Dória minimizar o fato, acusa a esquerda dizendo que foi algo organizado e que não teve nada de espontâneo.

artigo Anterior

Google demite funcionário por conta de texto conservador

Próximo artigo

“Justiça”: policiais responsáveis por chacina de Pau D’Arco são soltos

Leia mais

Deixe uma resposta