Warning: session_start(): Cannot send session cookie - headers already sent by (output started at /home/causaoperaria/www/wp-config.php:1) in /home/causaoperaria/www/wp-content/plugins/wpmu-dev-facebook/lib/external/facebook.php on line 60

Warning: session_start(): Cannot send session cache limiter - headers already sent (output started at /home/causaoperaria/www/wp-config.php:1) in /home/causaoperaria/www/wp-content/plugins/wpmu-dev-facebook/lib/external/facebook.php on line 60
Advogado de Lula não deixa dúvidas: Moro destruiu o devido processo legal para condenar um inocente - Diário Causa Operária Online

Advogado de Lula não deixa dúvidas: Moro destruiu o devido processo legal para condenar um inocente

Compartilhar:

O advogado do ex-presidente Lula, Cristiano Zanin, publicou nesta terça-feira (1º) um artigo em que demonstrou claramente as falhas processuais grosseiras que foram a base da condenação de Lula, não deixando mais qualquer dúvida sobre os objetivos golpistas da operação Lava Jato.

Já de início o advogado destaca que os próprios promotores admitiram, nas alegações finais, que simplesmente não tinham conseguido prova nenhuma da acusação que fizeram contra Lula e isto mesmo depois de ouvirem 73 testemunhas, quebrarem sigilos bancários, fiscais e telefônicos de quem quiseram – nem a Presidência da República ficou imune – e de levarem ao processo um número imenso de documentos. Ficou tudo na base da convicção mesmo.

E não provaram nem mesmo que o triplex foi transferido para Lula.

Na verdade, o que ficou comprovado foi justamente o contrário. É que a documentação do processo demonstrou que para provar que o triplex tivesse sido transferido para Lula, seria necessário provar um simples pagamento em uma conta específica da Caixa Econômica Federal. E nem ao menos esta prova simples e corriqueira foi obtida pela promotoria.

Mas a operação de destruição do ex-presidente fica evidente mesmo é na sentença.

Para Moro poder entregar o serviço sujo determinado pelo imperialismo, o juiz golpista e traidor teve que “ele próprio formular uma nova acusação – diversa daquela que consta na denúncia”, conforme destacou Zanin, e ainda assim reconhecendo na sentença que o triplex não é, nem nunca foi, do Lula, e que o ex-presidente não recebeu nenhum recurso desviado da Petrobrás.

Ou seja, para condenar, Moro simplesmente destruiu todas as mais básicas noções do direito penal e constitucional. Uma sentença evidentemente de encomenda. E muito mal feita, por sinal.

Apesar das mentiras da direita, e mesmo de setores golpistas que se dizem de esquerda, o fato é que após este imenso processo o que ficou comprovado sem qualquer dúvida é que a operação Lava Jato nada mais é do que uma intervenção do imperialismo em nosso país que visa claramente a tentar destruir todo aquele que luta pelos operários e pelos pobres brasileiros, a começar pelas suas principais lideranças.

Uma operação tão mal executada que, neste caso do triplex, para ser derrotada bastaria “que as instâncias superiores exerçam seus papéis com independência e imparcialidade”, conforme diz Zanin.

Entretanto, este é justamente o problema: jamais poderemos esperar qualquer “imparcialidade” do “nosso” judiciário sem o povo na rua, sem uma resistência enérgica e obstinada das massas em proteção do maior líder popular do Brasil.

artigo Anterior

Policiais assassinaram liderança do MST em hospital do Pará

Próximo artigo

Conferência dos Bancários chama a mobilizar contra a prisão de Lula e pela anulação do impeachment

Leia mais

Deixe uma resposta