“Juventude” do PSDB não leva nem meia sala do Mackenzie para o Congresso da UNE

Compartilhar:

No último dia do Congresso Nacional da UNE (CONUNE), apereceram, diante diante uma multidão de estudantes, um pequeno grupo de jovens de classe média alta, portando bandeiras do Brasil, de menos de 30 pessoas aos gritos de “Viva, FHC!” – o maior entreguista da economia nacional, o braço direito do imperialismo no Brasil.

Tratava-se da “juventude” do PSDB. Curioso não era o fato de que estes foram ao Congresso, isso fazem há muito tempo, mas o fato de que o grande PSDB, com uma das maiores bancadas do Congresso, não conseguia lotar nem meia sala do Mackenzie, antigo reduto da direita, com as pessoas que conseguiu trazer.

Isso reflete bem o caráter social do Partido golpista: um partido para as classes dominantes e preenchido por carreiristas e políticos profissionais, não por militantes. Geralmente, os jovens oriundos destas classes sociais, por já terem a vida feita, não procuram ingressar em nenhuma atividade e organização de militância. Preferem ficar em casa, em quanto mandam suas empregadas trabalharem por eles.

A juventude do PSDB é fantasmagórica; existe apenas para fazer um pouquinho de barulho em um ou outro evento. Mas apenas isso. O PSDB é o partido do velhos burgueses conservadores, os principais inimigos da classe trabalhadora e da juventude.

artigo Anterior

Crise na UERJ, expressão da política golpista no Rio de Janeiro

Próximo artigo

Mais sanções financeiras contra a UnB

Leia mais

Deixe uma resposta