Golpistas iniciam demissão nos correios com aval da burocracia sindical

Compartilhar:

O golpista Guilherme Campos, presidente da ECT (Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos), anunciou nesta terça-feira(16-05), a continuidade do programa de demissão nos Correios, através do PDI (Programa de demissão Incentivada).

Esse programa será estendido do dia 17 a 24 de maio e tem por objetivo colocar para fora da empresa os aposentados, servidores da área administrativa, e funcionários acima de 50 anos de idade.

Os golpistas têm como alvo cerca de 12 mil funcionários nessa situação dos 110 mil que a empresa possui emprega diretamente. E não faz questão de deixar evidente que faz parte de um enxugamento de gastos com a mão de obra que movimenta a empresa, usando o falso argumento de que os Correios seria uma empresa deficitária.

Para conseguir a adesão dos trabalhadores na sua própria demissão, a direção da ECT publicou um boletim interno “Primeira Hora“, dizendo que as novas demissões (PDI), que foram reabertas após a greve da categoria, faz parte de um acordo entre a direção da ECT e representações sindicais.

Diante disso, os trabalhadores devem se opor a esse acordo, que visa privatizar os Correios, nenhum trabalhador deve aderir a  nenhum a programa que tem como objetivo a demissão, que levará aumentar ainda mais a carga de trabalho nas costas dos que ficarem, pois não há nenhuma perspectiva de contratação.

Os trabalhadores  dos Correios devem exigir a contratação de mais 100 mil funcionários, que é a demanda necessária para suprir o crescimento da empresa, e ainda se organizar pela base, a fim de botar abaixo os sindicalistas traidores da categoria, que estão apoiando a demissão de trabalhadores.

É preciso abrir caminho na luta contra a privatização dos Correios , através da luta contra o golpe de estado e assim derrubar todas as medidas que atacam as condições de vida do população trabalhadora  do Brasil e a venda de nosso patrimônio, como o petróleo, as riquezas minerais e as nossas estatais, como a ECT.

artigo Anterior

Estadão ataca Dilma por lutar contra a ditadura

Próximo artigo

Assista à Análise Política da Semana às 11h30, todos os sábados

Leia mais

Deixe uma resposta