Processos da Lava Jato precisam ser arquivados

Compartilhar:

O golpe de Estado teve como um dos principais apoios a operação Lava Jato da Polícia Federal. Essa operação resultou em mais de 200 prisões ilegais, algumas temporárias outras definitivas (mesmo que ainda caibam recursos), além de uma série de mandados arbitrários de busca e apreensão, invasão de domicílios, etc.

A parte ostensiva da operação ficou a cargo da Polícia Federal que protagonizou cenas da mais completa barbárie. Os resultados dessa operação foram parar no judiciário, como foi o caso do processo de Lula. Junto com o processo do ex-presidente tramitam, pelo menos, mais 90 processos derivados da Lava Jato.

Não tivemos acesso a todos os processos, nem mesmo as respectivas defesas tiveram. Quem mais obteve informação dos processos da Lava Jato foi a imprensa golpista, que publicava informações dos mesmos antes mesmo da defesa tomar conhecimento.

Mas de qualquer maneira, diante do que aconteceu no próprio depoimento de Lula em Curitiba, dia 10, é possível afirmar que nenhum desses processos possui alguma prova definitiva da prática de algum delito. Sendo assim, são mais de 90 processos de perseguição política, pois não existe crime.

A justiça adota essa prática, essa quantidade enorme de processos, para manter “cartas na manga” diante de algum problema que possa surgir no caminho dos golpistas. A existência dos processos em si é uma arma de chantagem, de coação.

A falta de provas nesses processos é a demonstração mais absoluta de perseguição política. Tudo em que se baseiam as acusações são as delações premiadas, que são depoimentos colhidos sob tortura, sob ameaça de prisão. É uma prática policial antiga de prender uma pessoa, ameaçá-la de detenção ou torturar para se conseguir uma acusação, independente da existência ou não dos fatos narrados. Em grande medida, foi assim que se chegou aos 700 mil presos no sistema penal brasileiro.

Fulano se reuniu com ciclano que, por sua vez, esteve com beltrano, e este último, segundo matéria veiculada em determinado jornal, teria recebido alguma quantia fruto de algum ilícito. Só ai são três pessoas que, segundo a Justiça Federal, podem ser presas, mesmo que não existam provas de absolutamente nada.

Até o momento, o único criminoso de toda essa história, e com provas cabais, foi o estado, que, nas mãos dos golpistas, praticou chantagem e tortura para conseguir seus processos, do que derivam as prisões ilegais, criminosas.

A luta contra o golpe de Estado precisa ser aprofundada para arquivar todos esses processos derivados da operação Lava Jato, são excrescências jurídicas fruto de um estado tomado de assalto pelos golpistas. Todos os acusados presos precisam ser libertados imediatamente. Todos os processos precisam ser anulados e arquivados.

artigo Anterior

Candidatura de Ciro Gomes anuncia o fim do PDT de Brizola

Próximo artigo

Todos a Brasília derrotar a reforma trabalhista dos golpistas

Leia mais

Deixe uma resposta