Todos em Brasilia dia 24, pela anulação do impeachment!

Compartilhar:

A CUT, em conjuntos com outras centrais sindicais, convocou um ato pela ocupação de Brasília contra as Reformas do governo golpista no próximo dia 24 de maio. O ato, que merece uma ampla convocação e mobilização, é mais um passo para a preparação para a greve geral e a luta contra o golpe como um todo.

O PCO chama todos aqueles que estiverem em Brasília a marchar para a concentração que ocorrerá no Espaço do Servidor a partir da 8h30 da manhã e depois seguir para o Supremo Tribunal Federal para lutar pela anulação do impeachment que retirou do poder a presidenta Dilma Rousseff sem prova nenhuma, possibilitando que canalhas golpistas tomassem o poder e aprovasse uma série de medidas e ataques contra a classe trabalhadora brasileira.

A luta contra o golpe e a retirada dos golpistas do poder tem um objetivo claro, que não passa pelas eleições gerais ou sua antecipação, mas sim devolver o poder para aquela que o povo já escolheu, Dilma Rousseff.

No último dia 10 de maio, em Curitiba contra a prisão de Lula, toda a classe trabalhadora brasileira e a esquerda mostraram qual o caminho para derrotar o golpe. Esse caminho não é apenas a luta parcial contra a reforma da Previdência e trabalhista. O real caminho para derrotar o golpe é a greve geral até que o governo Temer e todos os golpistas sejam derrubados.

Se a população brasileira quiser eleições livres, onde se possa votar em candidatos dos trabalhadores e da esquerda, do PT, do PCO, do PCdoB, não se pode ter eleições comandadas pelos golpistas, pelo TSE, pelo STF etc. É preciso fazer valer a vontade da maioria do povo brasileiro que votou e elegeu com mais de 54 milhões de votos a candidata derrubada pelo golpe, para garantir eleições livres e democráticas.

Todos em Brasilia contra as reformas, o golpe e pela anulação total do impeachment!

artigo Anterior

O dia em que a terra parou para o Jornal Nacional

Próximo artigo

Trabalhadores rodoviários de Salvador iniciam greve contra o corte de direitos

Leia mais

Deixe uma resposta